quinta-feira, 9 de maio de 2013

Longa “Cores” estreia no circuito comercial dia 10 de maio



Depois de receber ótimas críticas no Festival Internacional de San Sebastián, na Mostra internacional de Cinema de São Paulo, na 53ª edição do Festival Internacional de Cinema de Cartagena (FICCI) e na 9ª edição do Glasgow, o primeiro longa-metragem da produtora Kinoosfera Filmes, CORES, chega dia 10 de maio nos *cinemas de São Paulo, Brasília, Porto Alegre e Curitiba. 

*Programação

São Paulo:
Espaço Itaú Frei Caneca: sala 06 às 15h20 e 21h30
Espaço Itaú Agusta: sala 03 às 16h20.
Brasília:
Espaço Itaú Brasília: sala 01 às 15h30 e 19h30.
Porto Alegre:
Espaço Itaú POA: sala 08 às 14h e 20h.
Curitiba:
Espaço Itaú Curitiba: sala 01 às 13h30, 17h20 e 21h20.

Fruto da parceria entre o produtor André Gevaerd e o diretor Francisco Garcia, sócios da Kinoosfera Filmes, produtora responsável pela produção do filme, ao lado da Dezenove Som e Imagem, CORES mostra a história de três jovens comuns que se perdem facilmente na multidão de uma grande metrópole como São Paulo. Eles são o reflexo da própria juventude brasileira. Descrevendo a amizade entre estes três jovens urbanos, longe de moralismos ou teorias deterministas, o filme pretende apenas contar uma história e apontar suas contradições, em que o maior sintoma da sociedade contemporânea é a falta de perspectiva.

Filmado em preto e branco, CORES, segundo a jornalista Flávia Guerra, o filme é um “Retrato de uma geração perdida na era do ‘pós-tudo’, faz diagnóstico preciso dos que se sentem estranhos no paraíso, em eterno descompasso com o próspero Brasil neoliberal. Em tempos de compro, logo existo, CORES é, mais que tudo, um filme urgente”.


SINOPSE
  
São Paulo. Dias Atuais. O Brasil vive um momento de crescimento econômico. CORES é uma história de amizade e desilusão entre três jovens amigos em uma grande metrópole. Luca (31) é um tatuador e mora com sua avó. Ele mantém seu estúdio de tatuagem nos fundos da casa em um bairro periférico da cidade. Luiz (29) mora em uma pensão no centro da cidade, faz bicos com sua moto e trabalha em uma drogaria, e Luara (30), sua namorada, é uma garota que reside em um apartamento  na frente do aeroporto e deposita todo seu tempo no trabalho em uma loja de peixes ornamentais para espantar a solidão e conseguir financiar uma viagem. A vida dos 3 amigos é marcada por uma rotina ordinária e pela alienação impregnada pela sociedade de consumo, onde a falta de perspectiva prevalece.

Nenhum comentário:

Postar um comentário