terça-feira, 30 de julho de 2013

Exposição "Tavoletta" reflete sobre espaço e temporalidade na fotografia


Câmara escura de grande proporção será instalada no jardim do museu

A mostra "Tavoletta", em cartaz a partir do dia 10 de agosto, até o dia 22 de setembro de 2013, no Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, discutirá de forma lúdica e interativa a fotografia. Dos estudos sobre perspectiva do arquiteto renascentista Filippo Brunelleschi às possibilidades atuais criadas pela tecnologia digital, apresenta registros, em diferentes formatos, do fotógrafo Arnaldo Pappalardo, incluindo vídeos e a instalação de uma câmara escura no jardim do museu.

Durante a exposição, que tem patrocínio da Fundação Stickel e da Neogama, o público terá a oportunidade de explorar o universo da fotografia por meio de uma ampla diversidade de temas e soluções técnicas, experimentando a construção de novos sentidos, a partir dos conceitos de espaço e de tempo. Filmes em super-8 também farão parte da mostra e, para os mais jovens, será uma oportunidade divertida de conhecer o princípio do registro de imagens no interior da câmara escura, que deu origem à fotografia analógica e à câmera cinematográfica, em um exemplar interativo montado no jardim do MCB.

"Na época do Renascimento Italiano, câmaras escuras eram muito utilizadas por pintores, pois permitiam desenhar perspectivas a partir da formação de imagens do mundo real em seu interior", relembra Arnaldo Pappalardo. Em linhas gerais, a "tavoletta" utilizada por Brunelleschi para comprovar os princípios da perspectiva, que dá nome à exposição, era uma prancha de madeira com orifício conjugada a um espelho. Já a série "Tavoletta", composta por quatro fotografias, apresentada na sala principal do museu, propõe uma leitura lúdica deste dispositivo.

As imagens apresentadas pelo fotógrafo na exposição, em sua maioria foram realizadas em São Paulo mas, no conjunto da mostra, relacionam-se a outras tantas imagens registradas em outros países, como Itália, Chile e América do Norte. "Propondo uma leitura não linear, o conceito que está por trás do conjunto de obras apresentado, aparentemente caótico e fragmentado, pretende propiciar a cada visitante possibilidades próprias de edição e ordenação, criando algo novo e construindo conexões e relações", conclui Pappalardo.

A mostra também integra a programação do evento Design Weekend (DW), que acontece entre os dias 15 e 18 de agosto em São Paulo, ao lado da série Balanços Meltdown, do designer britânico Tom Price, composta por instalações que poderão ser vistas nos jardins da instituição. Durante o DW!, o MCB promove, ainda, a exposição Casas do Brasil 2013 - Habitação ribeirinha na Amazônia, 5ª edição do projeto de mapeamento do morar no país, realizado pelo Museu da Casa Brasileira, além de lançamentos de livros. Nos quatro dias do evento, os visitantes terão acesso gratuito a todas as atrações do museu e às exposições em cartaz, incluindo as mostras de longa duração "A Casa e a Cidade - Coleção Crespi-Prado" e "Coleção MCB".

Serviço

Exposição Tavoletta

Visitação: de 10 de agosto a 22 de setembro de 2013

Realização: Museu da Casa Brasielira

Patrocínio: Fundação Stickel e Neogama

Lei de Incentivo à Cultura - Ministério da Cultura

Local: Museu da Casa Brasileira 
Av. Faria Lima, 2.705 - Jd. Paulistano 
Tel.: (11) 3032-3727 
  
Horário de funcionamento: de terça a domingo das 10h às 18h 
Ingressos: R$ 4 e R$ 2 (meia-entrada) 
Domingos e feriados - gratuito 

Acesso a pessoas com deficiência/ Bicicletário com 20 vagas 
Estacionamento pago no local

Visitas orientadas: (11) 3032-2564 / agendamento@mcb.org.br   
Site: www.mcb.org.br 
Redes sociais: www.facebook.com/museu.dacasabrasileira / Twitter: @mcb_org 

Nenhum comentário:

Postar um comentário