quinta-feira, 18 de julho de 2013

Polysom relança vinil do Matanza


 “Santa Madre Cassino” foi o primeiro do grupo
  
Rápido, sarcástico, mal-humorado e, até mesmo, divertido. É assim que pode ser definido o estilo da banda carioca Matanza. Precursores do “countrycore” no Brasil, o grupo que, na época, era formado por Jimmy (voz), Donida (guitarra e banjo), China (baixo) e Nervoso (bateria), lançou seu primeiro álbum, “Santa Madre Cassino” (Deck) em 2001. Esse ano a Polysom traz esse clássico do hardcore nacional em vinil.

As 14 músicas do disco são de autoria de Donida e narram uma história que se assemelha a um filme do Quentin Tarantino; com muito álcool, tiroteios, mulheres pistoleiras, bandidos tatuados, carrões e caminhões envenenados. Estão no álbum sucessos como “Ela Roubou Meu Caminhão”, “Rio de Whisky” e “Tombstone City”. O Matanza contou com a participação de Rick Ferreira (banjo, steel guitar e dobro na faixa-título e em “Ye Ole Bluegrass Assassinate”), Tavinho (e-bow guitar em “Mesa de Saloon”) e Eduardo Vila Maior (baixo-acústico em “Ye Ole Bluegrass Assassinate”).

Desde o primeiro álbum e até os dias de hoje, as ilustrações e projeto gráfico dos discos são assinados por Donida, que adaptou a capa do CD “Santa Madre Cassino” para o disco de vinil. O lançamento está previsto para agosto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário