segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Clã – Estúdio das Artes Cômicas apresenta Reminiscor


O espetáculo será apresentado em curta temporada em São Paulo

A perpetuação de uma lembrança, que se dá popularmente por meio das tradições orais, foi o ponto de partida do grupo para a criação do espetáculo REMINISCOR (Eu me lembro, em latim). O Clã – Estúdio das Artes Cômicas comemora seus 12 anos de existência com esta montagem. A peça é fruto de uma pesquisa iniciada em 2010, sobre a questão da memória, tanto dos próprios integrantes da Cia (mitos pessoais individuais) como da memória coletiva, arquetípica. Existe um desejo comum no homem de permanência na memória da coletividade, de perpetuação de sua cultura. A investigação sobre a ancestralidade (que, no fundo, é uma investigação sobre si mesmo enquanto indivíduo e enquanto sociedade) inspirou a criação de máscaras autorais pelos atores, bem como a criação da fábula, contada de maneira não convencional, fundamentada na metalinguagem.

Nesta perspectiva, o grupo valeu-se do costume da “Coberta d’Alma”, popular na região Sul do Brasil, para basear a abordagem do tema. Trata-se de um rito de passagem, feito após o enterro, no qual uma pessoa é escolhida para representar o morto. Este escolhido deverá ser vestido tal e qual o falecido para que seus familiares presentes possam se despedir dele, revivendo momentos importantes de sua vida e, segundo a crença, colaborando para que sua viagem de partida ocorra sem nenhum apego às coisas terrenas; deixando tranquilos aqueles que ficam. Manifestação semelhante foi encontrada em um ritual popular pré-dionisíaco relatada em um conto croata no livro Manual Mínimo do Ator, de Dario Fo. Nele, encontramos a árvore onde o morto é enterrado e que floresce, simbolizando o retorno à natureza e a renovação.

O espetáculo REMINISCOR potencializa a força das imagens que são evocadas por meio de uma linguagem fantasiosa e cúmplice do público. Através da narrativa, estabelecemos a comunicação direta, própria da arte popular – sem nos afastarmos da poesia e do caráter onírico do realismo fantástico propostos no texto.

A morte é universal, e com ela os ritos e mitificações inerentes ao que é inexplicável. Busca-se com o público, um diálogo que permeia estes ritos, para falar de lembranças (boas e ruins, estagnadoras e potencializadoras). Dessa forma, nos aproximamos uns dos outros, rememorando as nossas memórias coletivas. 

Sinopse

Com a morte de Sigmundo, Reminiscor se transforma em uma cidade de anciãos, especialmente mulheres. Para que a história desse povo não se perca com o tempo, rememora-se um antigo ritual no qual um amigo do morto representa passagens da sua vida.

Serviço

Espetáculo REMINISCOR, do Clã – Estúdio das Artes Cômicas

Duração: 65min.

Classificação Etária: 16 anos

Quando: 31 de Outubro a 24 de novembro

Horário: Quintas, Sextas e Sábados às 21h e Domingo às 20h

Onde: Sede Cia do Feijão

Endereço: Rua Dr. Teodoro Baima 68, República, São Paulo, SP.

Telefone: (11) 3259.9086

Quanto: R$ 10,00 (Inteira) e R$ 5,00 (estudantes e idosos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário