terça-feira, 22 de outubro de 2013

Eduardo Pincigher e o seu livro “43” Autor reúne casos da imprensa automotiva


O jornalista Eduardo Pincigher faz o lançamento do seu livro “43” nesta terça-feira, 22 de outubro, a partir das 19h na cidade de São Paulo. Dezenas de viagens por ano, lançamentos, apresentações, feiras. Eventos que reúnem com frequência profissionais da imprensa automotiva em torno de uma causa nobre, a de informar. Mas se esses encontros geram notícias que ganham espaço na mídia especializada, também são um prato cheio para criar personagens, histórias e fatos que fogem do conhecimento do grande público.

Há muito prometido por Eduardo Pincigher, diretor de Assuntos Corporativo da JAC Motors, o livro finalmente ganha vida em forma de romance “com 85% de fatos reais”, como ele mesmo explica. “Desde a primeira redação em que trabalhei, a Quatro Rodas, venho ameaçando o pessoal, sempre em tom de brincadeira, de fazer um livro ‘dedurando’ todo mundo, em que iria contar as histórias mais picantes ocorridas durantes as viagens e lançamentos. Um dia, sem compromisso, comecei a jogar esses casos no computador, fui guardando e agora resolvi fazer de verdade”.

A obra conta a história de quatro personagens fictícios que, de alguma forma, vão passando por situações semelhantes àquelas já vividas por profissionais da área: “A graça disso tudo é que apenas quem viveu ou conhece o caso irá se identificar em cada trecho do livro. Esse foi o jeito que encontrei de imortalizar esses casos sem expor ninguém”. Apesar dos temas polêmicos, Eduardo não teme retaliações ou ânimos mais alterados com a divulgação das histórias, porque, segundo ele, o enredo foi criado de tal forma que não há a menor chance dos personagens reais serem reconhecidos. “Até porque seria extremamente desrespeitoso e irresponsável de minha parte e eu não faria isso com meus amigos. No mais, todos já esperavam por esse livro há muito tempo e até se perguntavam quem estaria no ‘tal livro do Edu’, e o tal do livro saiu”. Além do mistério em torno dos personagens e das histórias, o próprio significado do nome do livro, 43, também é um segredo que o autor não revela antes do tempo. “É uma circunstância que será explicada ao longo da obra”.

Com 22 anos de carreira, sendo 19 deles no meio automotivo, além da Quatro Rodas Eduardo esteve em Motor Show e IstoÉ Dinheiro e nas áreas de Comunicação de Volkswagen e Mercedes-Benz, até chegar à JAC Motors, em março de 2011.

E foi justamente sua entrada na fabricante chinesa que indiretamente o motivou a colocar no papel os causos do livro: “Em meados de 2011 escrevi um livro sobre o lançamento da JAC Motors, com um título bastante audacioso, Como lançar uma máquina de sucesso em seis meses. Ele estava pronto quando houve a alta do IPI, que mudou da noite para o dia a história da JAC. Decidimos interromper o projeto e isso me deixou um gosto muito amargo, além de uma vontade enorme de publicar alguma coisa. Foi então que decidi dar vida ao 43”.

A obra, que conta com prefácio de Jorge Tarquini, coautor de O doce veneno do escorpião – O diário de uma garota de programa, sobre a vida de Bruna Surfistinha, é uma produção independente do autor e boa parte dela deverá ser vendida diretamente. O “A Lanterna Bar” fica na rua Fidalga, 531. O livro, de 352 páginas, será comercializado apenas pelo facebook, por R$ 35, ou no dia do lançamento, em dinheiro ou cartão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário