segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Sesc Santo André rememora os 40 anos sem Pixinguinha


Interpretes da Música Popular Brasileira reúnem-se em homenagem aos seus maiores clássicos

Nos dias 15 e 16 de novembro, o Sesc Santo André celebra vida e obra de Pixinguinha, um dos maiores compositores da música popular brasileira. Conhecido pela qualidade musical de seus arranjos e por suas belíssimas composições, Pixinguinha contribuiu diretamente para que o Choro encontrasse uma forma musical definitiva.

Pixinguinha faleceu em1973, aos 75 anos. Completamos, portanto, 40 anos sem o mestre das flautas, composições e arranjos impecáveis. Mas sua obra constitui um importante legado musical, celebrado pelo Sesc São Paulo no mês de novembro, em apresentações dedicadas ao autor de alguns dos choros mais famosos no Brasil e no mundo!

Aos arranjos lúdicos e criativos do Marcos Paiva Trio, juntam-se as vozes marcantes de Maria Alcina e Selma Reis, em interpretações de  clássicos do Mestre Pixinguinha: Carinhoso, Rosa, Lamento, Fala Baixinho, Gavião Calçudo, Urubu Malandro e outras belezas.

Marcos Paiva é artista da nova safra da música instrumental brasileira. Músico experiente, já dividiu o palco com vários ícones da música instrumental internacional e, apesar de ser especializado em um instrumento característico da cena jazzística, inovou lançando recentemente o álbum Samba no Prato, um tributo ao sambista Edison Machado.  A ele coube a composição de novos arranjos para as canções de Pixinguinha, interpretadas pelas vozes de Selma e Alcina e, junto de seu Trio - Cesar Roversi (saxofones), Bruno Tessele (bateria) e o vibrafone de Carlos dos Santos – e de seu baixo acústico, Marcos recriou o repertório do compositor homenageado.

Maria Alcina, contemporânea de Pixinguinha, dona de uma voz marcante e estilo de vestimenta muitas vezes comparado a Carmem Miranda, foi destaque em 1972 ganhando o Festival Internacional da Canção, interpretando Fio Maravilha, de Jorge Ben. Recentemente, Maria Alcina lançou o álbum Agora, com novas canções e os clássicos de sua carreira, todas em batidas eletrônicas.

Selma Reis, atriz e cantora, estudou música na França e já fez várias participações em seriados e novelas. Dona de uma voz suave e lírica, já trabalhou com músicos e produtores de varias partes do mundo, um deles é Grahamm Presket, arranjador de Paul McCartney e Elton Jonh. Em seu trabalho mais recente, Selma fez uma homenagem ao poeta Paulo César Pinheiro.

Serviço

Dias: 15 de novembro, sexta, às 19h

16 de novembro, sábado, às 20h

Classificação indicativa: Livre para todos os públicos

Local: No Teatro (302 lugares)

Ingressos: De 4,00 a 20,00

SESC Santo André

Rua Tamarutaca, 302 - Vila Guiomar

Telefone para informações/publicação: (11) 4469-1200

Acesso para deficientes físicos

Estacionamento no próprio SESC: R$ 2,00 a primeira hora e R$ 1,00 cada hora adicional (desconto de 50% para matriculados)

Nenhum comentário:

Postar um comentário