quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Trio Kagurazaka e convidados apresentam-se no Grande Auditório do MASP


Um encontro da música japonesa com a brasileira, promovida a partir de instrumentos ocidentais

No próximo dia 15 de dezembro, o Grande Auditório do MASP, recebe, às 13h, Trio Kagurazaka acompanhado dos convidados Yuka de Almeida Prado e Beto Angerosa, no concerto SHIZEN - Natureza. Será um grande encontro dos instrumentos tradicionais japoneses, como o koto, o shakuhachi ou o shamisen, ao lado de outros populares no Brasil, como o acordeão e o piano. No programa, uma surpreendente combinação de obras nacionais e japonesas, em composições que datam do século 18 até a década de 60, com acompanhamentos inusitados, revelando a versatilidade dos instrumentos tradicionais japoneses, que ao contrário do que muitos possam imaginar, vão muito além da música japonesa, tradicional ou folclórica.

Quem já imaginou um clássico de Tom Jobim e Vinicius de Moraes, ou o ícone da Bossa Nova, Samba de Verão (1964), de Marcos Valle, ao som do shakuhachi? E quem sabe Haru no Umi (1926), a principal obra de Michio Miyagi, renomado compositor japonês, ao som do acordeão?

Pois tudo isso e muito mais será possível nesta apresentação única, conforme revela Shen Ribeiro, presidente da Associação Brasileira de Música Clássica Japonesa e curador do concerto. “O Trio Kagurazaka apresenta um programa para este encontro de músicas de diferentes períodos e estilos, mas com o tema Natureza sempre presente”. O programa é aberto com a peça Sokaku Reibo, um canto Zen Budista reunido em meados do século XVIII, por um monge samurai chamado Kinko Kurozawa.

“Com postura de artesão, o tocador apenas faz soar o shakuhachi através da partitura, deixando a sonoridade do shakuhachi falar por si só”, explica Shen, que destaca que esta música está viajando o espaço sideral dentro da nave Voyager II, em uma gravação de seu mestre, Goro Yamaguchi.

O programa conta, ainda, com canções bastante conhecidas dos fãs da música japonesa, como Akatombo (1927) ou Kojo no Tsuki (1901), que ganham um destaque todo especial na voz da soprano Yuka de Almeida Prado.

No encerramento, o concerto guarda uma surpresa que certamente deixará o público extasiado. Será a grande confirmação de que, em se tratando de música, tudo é possível. O concerto é gratuito, com senhas disponíveis para retirada uma hora antes do início.

Os músicos

Além dos integrantes do Trio Kagurazaka, Shen Ribeiro (shakuhachi, instrumento tradicional do Japão, de bambu e flauta transversal), Tamie Kitahara (koto e shamisen, tradicionais instrumentos de cordas do Japão e voz) e Gabriel Levy (shamisen, acordeão e piano), o concerto contará com a participação especial de Beto Angerosa (percussão) e Yuka de Almeida Prado (voz).

Serviço

Concerto SHIZEN - Natureza

Data: 15 de dezembro de 2013

Horário: 13 h

Duração: 90 minutos, sem intervalo

Classificação livre

Local: Grande Auditório do MASP (374 lugares)

Endereço: Avenida Paulista, 1578, São Paulo, SP

Informações: (11) 3251-5644

Evento gratuito (Retirada da senha 1 hora antes do concerto)

Nenhum comentário:

Postar um comentário