quarta-feira, 26 de março de 2014

Exposição com raridades do automobilismo nacional termina sábado


Visitantes poderão conhecer o ex-piloto construiu o primeiro F1 nacional

Os apaixonados por velocidade têm só até sábado (29) para conhecer mais de 20 carros históricos do automobilismo brasileiro. A Velocult, exposição instalada no Conjunto Nacional, tem entre os destaques o Copersucar FD-01, primeiro Fórmula 1 nacional criado pelos irmãos Emerson e Wilson Fittipaldi Jr. No seu último dia, a mostra terá sessão de autógrafo com o ex-piloto Wilsinho Fittipaldi das 11hs às 13hs.

Wilsinho, que iniciou carreira nos anos 60, disputou a Fórmula 1 pelas equipes Brabham e Fittipaldi, entre 1972 e 1975. Na década de 1970, foi o grande responsável por colocar em prática a construção do Copersucar FD-01 e o primeiro a pilotar a máquina nacional no Autódromo de Interlagos (SP).

A quinta edição da Velocult traz ainda o Opala Stock Car de Paulo Gomes, primeiro campeão brasileiro da categoria; o Willys Interlagos de Bird Clemente, primeiro piloto profissional do Brasil, e a carretera de Chico Landi.

Além de viajar no tempo, o visitante também pode acelerar no autódromo de Mogi Guaçu, através do simulador instalado em um Mitsubishi Lancer Evo RS; e ainda conferir a Bike Innovation, exposição de modelos de bicicletas do passado e futurista.

A Velocult retrata diversos momentos históricos e valiosos do esporte a motor no Brasil, com veículos que conquistaram importantes vitórias nas pistas nacionais. A mostra também mantém viva a chama de uma fase inesquecível do automobilismo, que gerou grandes nomes e os tornou conhecidos mundialmente, servindo de inspiração para as novas gerações de ídolos.

Em parceria da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), a exposição relembra uma época saudosa, em que o caráter garagista das corridas era um dos principais pontos do automobilismo brasileiro, seja com a construção e adaptação de carros que marcaram a história dos autódromos, como as carreteras utilizadas até meados da década de 60 – como o lendário veículo de Camillo Christófaro – ou ainda a partir dos anos 70, com a realização de corridas com carros de turismo fabricados no Brasil, devidamente preparados, incluindo Simcas, DKW’s e Gordinis, que passaram a formar a carreira de grandes pilotos.

Bike Innovation

Para os amantes do ciclismo, a 5ª edição da Velocult traz também a exposição de quatro modelos de bicicletas, construídos pelo Centro Universitário da FEI. São duas réplicas, consideradas arrojadas para a época em que foram projetadas: uma criada por Leonardo da Vinci (1490) e outra pelo francês Conde Mede de Sivrac (1790); e duas bicicletas futuristas, inspiradas em modelos de competição e que utilizam o que há de mais inovador em engenharia e materiais.

A Velocult, que integra o calendário de eventos oficiais da cidade de São Paulo, é uma iniciativa do designer e ex-piloto Paulo Soláriz, que cresceu nas pistas. Entre seus trabalhos de destaque, estão os troféus do GP Brasil de F1 e Indy 300 SP.

A Petrobras, pelo segundo ano consecutivo, patrocina a exposição. Por sua excelência como uma das maiores empresas do mundo, com tecnologia e inovação em todos os seus campos de ação, investe no automobilismo nacional da atualidade e se preocupa com o resgate e preservação da rica base histórica deste esporte que cativa e encanta os brasileiros.

O Condomínio Conjunto Nacional, tradicional na cidade de São Paulo, mais uma vez cede seu amplo espaço para a exposição dos veículos e demais itens que remetem à brilhante história automobilismo nacional.

Serviço

Exposição: 5ª edição da VeloCult – Semana Cultural da Velocidade (www.velocult.com.br)
Quando: Até sábado (dia 29)
Onde: Espaço Cultural Conjunto Nacional (Av. Paulista, 2073).
Visitação grátis: 8h às 22h (de segunda a sábado) e das 11h às 22h aos domingos e feriados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário