terça-feira, 1 de abril de 2014

Nany People fala sério em “A Máquina”


Ela relata no programa momento em que quis se matar, aos 16 anos 

Criada no interior mineiro, onde iniciou sua formação teatral, foi somente em São Paulo que Nany alavancou a carreira. Na entrevista, a atriz fala sobre quando saiu de casa. “Saí de Minas com 20 anos e um colchão de espuma e vim atrás do meu sonho na cidade grande”.

Sem papas na língua, ela ainda fala sobre o grande amor de sua vida. “Foi um cara que eu não pude me casar porque ele não tinha estrutura para me aguentar na vida dele.”

Nos momentos de reflexão ao lado de Carpinejar, Nany  relata o momento em que quis se matar, aos 16 anos. “Foi durante a minha formatação na adolescência, fazendo tratamento psicológico, enquadrada numa realidade que não era minha, não me reconhecia. Me via no meio de menino namorando menina, eu toda com forma feminina e não mudava a voz, não tinha pelo no corpo”, desabafa.

Ainda no programa, ela aborda um momento inoportuno vivido na televisão. “Quando eu fui estrear num programa, alguém citou na mesa redonda que não era de bom tom ter uma apresentadora com a minha condição de transexual para apresentar um programa.”

Nesta terça-feira (01/04), às 23h30, o programa ‘A Máquina’ recebe a atriz e humorista, Nany People.

Nenhum comentário:

Postar um comentário