quinta-feira, 15 de maio de 2014

XV MaiFest valoriza a cultura dos municípios do Estado de São Paulo


Brooklin recebe um dos maiores eventos multiculturais da cidade de São Paulo

Promovida todos os anos pela AEMB – Associação dos Empreendedores e Moradores do Brooklin, a 15ª edição da MaiFest que acontece nos dias 24 e 25 de maio promete agitar o quadrilátero compreendido pelas Ruas Joaquim Nabuco, Barão do Triunfo, Princesa Isabel e Bernardino de Campos com mais de 200 atrações, entre apresentações musicais, danças, teatro, circo, artesanato e rica gastronomia de diversas partes do Brasil e do mundo, além de exposições e exibição de filmes ao ar livre.    

Celebrando mais uma vez o início da primavera alemã no Brasil, a MaiFest traz como tema central deste ano “Primavera Cultural sem Fronteiras. A Alemanha nas ruas do Brooklin”. A escolha do tema reflete um pensamento focado na cidadania, inclusão social e mobilidade. “Quando denominamos fronteiras, logo aparece o sentido de território, determinando espaços e limites. Nossos eventos transcendem as vivências localizadas, por isso, nesta edição, estamos valorizando também a cultura dos municípios de dentro do Estado de São Paulo. Teremos apresentações vindas das cidades de Jaú, Botucatu, São Manuel, Piracicaba e Santos. A nossa ideia é fomentar a cultura de fora da capital e do litoral e abrir as portas para os municípios, trazendo o poder público para dentro da sociedade e não o contrário”, explica o Curador Cultural do Evento, Luiz Delfino Cardia.

O Presidente da AEMB, Ademar Távora, que neste momento se encontra licenciado completa: “todo esse movimento tem a ver com inclusão social e cidadania, pois a AEMB é uma associação do terceiro setor preocupada em abrir  espaço público. Os nossos eventos têm forte valorização local, mas se comunicam não só com a Zona Sul, mas também com toda a capital, além de outras cidades do estado e do Brasil. Somos pioneiros no que estamos fazendo, já que estamos nos mobilizando para trazer os municípios do Estado de São Paulo para as ruas do Brooklin, pois temos a preocupação de abrir espaço para a educação e a cultura”.

De Piracicaba, sob a regência do Maestro Anderson Oliveira, a MaiFest receberá a Orquestra Filarmônica Jovem de Piracicaba, que surgiu a partir da ação popular de pais e amigos que se uniram em torno de um mesmo objetivo: a transformação social através da música. O desafio teve início em 2010 com a formação da orquestra e dos grupos pedagógicos, e hoje conta com três orquestras que recebem os alunos de acordo com seu nível técnico e com variados grupos de câmara. O Projeto Jovens Músicos da Orquestra Filarmônica Jovem de Piracicaba representa uma oportunidade para os jovens buscarem a profissionalização de forma gratuita.


Com um repertório musical focado no Samba o Grupo Sinhá sai de Jaú para mostrar um pouquinho do "tempero brasileiro" com uma mistura de raças, histórias, lutas, conquistas e alegrias aos visitantes da MaiFest.  O Grupo Sinhá surgiu no carnaval de 2010 com a intenção de resgatar a cultura do samba, uniu-se a sambistas de berço, músicos de banda baile e estudantes de choro, resultando num grupo de  formação regional (típica dos grupos de choro ) com cavaco, violão de 7 cordas, percussão enxuta, e  uma  estrutura de voz moderna, com voz principal feminina e abertura de vozes em boa parte do  repertório. Com direção musical de Luciano Gobbi, tem como objetivo levar o samba com sua alegria, irreverência, cultura e raiz ao público de  todas as idades com músicas saudosistas de Cartola, Nelson  Cavaquinho, Adoniram Barbosa, Dorival Caymmi, Dona Ivone Lara, e outras mais atuais como Zeca  Pagodinho, Arlindo Cruz, Alcione, Beth Carvalho, passando ainda pelo samba-rock e samba- enredo.


Através do Grupo No Pé da Crioula, Botucatu apresentará um pouquinho da veia artística que a cidade tem. O Grupo No pé da Crioula vem se consolidando no cenário musical do interior paulista desde o Festival Cantos da Cuesta 2012, onde se apresentou com a canção própria “Cantar a vida” de autoria de Jefferson Carvalho, compositor e percussionista do grupo. Da festa que se fez com a união de escolas musicais bem diferentes, o som de No pé da Crioula passeia entre o samba paulista, carioca e baiano, apresentando um samba brasileiro, harmonizando o samba raiz, o samba canção, o partido alto e o samba enredo, incluindo também no repertório grandes clássicos da Música Popular Brasileira, onde a cantora Andrea Simoncini enaltece compositores como Dorival Caymmi, Pixinguinha, Noel Rosa, Nelson Sargento, Zékéti, Cartola, Chico Buarque, João Bosco e vários gigantes do samba brasileiro, e intérpretes como Clara Nunes, Elis Regina, Beth Carvalho, Alcione, Jovelina Pérola Negra, Dona Ivone Lara e muitas outras.

Mas as atrações não param por aí, de Santos o público contará com todo talento de Luccas  Trevisani, apresentando clássicos da MPB, e de São Manuel a Banda Filarmônica São Manuelense tocará nas ruas do Brooklin, encantando o público por onde passar. 


“Estamos recebendo também diversos empreendedores de cerca de 30 municípios que estarão expondo e vendendo artesanato nas barracas, então a ideia de integração passa pela cultura com a música e também com os empreendedores locais das cidades dos municípios do Estado de São Paulo com o artesanato, desta forma a MaiFest fortalece ainda mais o seu objetivo que é o de romper fronteiras”, acrescenta Delfino.     

Serviço

XV MaiFest
Dias: 24 e 25 de maio
Local: Quadrilátero das Ruas Joaquim Nabuco, Barão do Triunfo, Princesa Isabel e Bernardino de Campo
Horário: das 10h às 22h

Entrada gratuita

Nenhum comentário:

Postar um comentário