segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Remelexo Brasil apresenta a duas décadas o genuíno forró pé de serra


A casa de forró mais antiga da capital paulista, Remelexo Brasil, celebra 20 anos em dezembro. E neste mês, eles vem com uma programação especial, em destaque o lançamento do novo cd do Trio Alvorada (28/11), que desde 2004 apresenta seu forró pé de serra e para as apresentações do Trio Xamego (19 e 22/11), comandadas por Dió de Araújo e sua zabumba.

Remelexo é um estabelecimento sediado na zona oeste de São Paulo, onde as filas longas traz mulheres com roupas simples e confortáveis, e sapatilhas nos pés, e os homens ainda com roupa de trabalho, aproveitam o happy hour para curtir um autêntico forró pé de serra.

Criado pelo produtor Carlos Magno, o Forró de Terno é uma jam session de músicos do forró e embala os presentes, desde julho 2013, com as principais canções do genuíno ritmo brasileiro logo no primeiro dia da semana.

Confira a seguir alguns dos destaques de novembro no Remelexo:

14/11, Sex

Edson Duarte e Filhos do Nordeste
Edson Duarte é um dos cantores e compositores nordestinos que ao longo de muitos anos trilha no forró pé de serra, cantando, como ele diz, “as coisas da nossa terra.” São 12 discos gravados e uma agenda concorrida, principalmente nas capitais europeias, pra onde vai se apresentar nos principais festivais de forró pé de serra.
Os Filhos do Nordeste, formado pelos paraibanos Severino Sergio – Bacural (sanfona), Fernando da Silva – Pé de Cão (zabumba) e o cearense Joaquim Jacinto Neto – Jacinto (triangulo), não deixam ninguém parado por onde chegam. Já estão no décimo quinto disco, todos repletos de música alto astral, irreverente e de duplo sentido – marca do trio.

15/11, Sáb

Trio Potiguá e Alex Corrente
O quarteto natural de Natal, Trio Potiguá, apresenta seu forró pé de serra com carisma há mais de 20 anos, conquistando um imenso público em todo o Brasil. No repertório, clássicos de Luiz Gonzaga, Mestre Zinho, Dominguinhos, Alceu Valença, sem contar as inúmeras composições próprias.
Carismático e possuidor de um sorriso contagiante, Alex Corrente tem um gogó sempre bem elogiado por onde passa, de timbre forte e marcante. Em 2008 levou o título de melhor triangueiro do Festival Nacional de Forró de Itaúnas e do Festival Nacional de Forró da Ilha Grande. Segue firme e forte carregando a bandeira do Forró Pé de Serra por onde passa.

16/11, Dom

Rouxinol Paraibano e Forró Bruto
Cantar e tocar zabumba sempre foram a paixão de José dos Santos Silva, o Rouxinol. No repertório, Ary Lobo, Jackson, Azulão, Zito, Osvaldo de Oliveira e outros clássicos do forró pé de serra.
Já o Forró Bruto, formado por antigos frequentadores apaixonados pelo forró pé de serra sempre arrasta uma legião de fãs para seus shows, onde só toca forrós.

19/11, Qua

Trio Xamego e Trio Juazeiro
Em 1982, Dió de Araújo (zabumba e voz), que já tocou com artistas como Luiz Gonzaga e Dominguinhos, deu início à trajetória do Trio Xamego. Hoje, divide o palco com os filhos Demétrios e Felipe de Araújo. Dió é conhecido como a “zabumba mais sentida do Brasil”, na batida do coração.
Ligeirinho (zabumba e vocal), Mocotó (triângulo e voz) e Guilherme (sanfona e vocal), formam o Trio Juazeiro, o trio de forró pé de serra com mais tempo de estrada e com a formação original. Já são mais de 50 anos tocando juntos, sempre com um show de história, muito forró e muito carisma.

21/11, Sex

Gara-pé e Benício Guimarães
Formado há 7 anos por jovens de tradição nordestina, Gara pé é conhecido por ser representante do gênero forró pé-de-serra. Composto por Cicinho (sanfona), Ivaneide (triângulo e voz), Willian (zabumba) e Fernando (sanfona), tem no repertório composições próprias e de seus ídolos, Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Marinês, Antônio Barros, João silva entre outros.

22/11, Sáb

Trio Xamego
Em 1982, Dió de Araújo (zabumba e voz), que já tocou com artistas como Luiz Gonzaga e Dominguinhos, deu início à trajetória do Trio Xamego. Hoje, divide o palco com os filhos Demétrios e Felipe de Araújo. Dió é conhecido como a “zabumba mais sentida do Brasil”, na batida do coração.

23/11, Dom

Diego Oliveira e 2 Dobrado
Com um repertório diferenciado, resgatando pérolas do Forró regados de muito “Amor e Sentimento”, aliando ainda mais música e dança, Diego Oliveira traz para o Remelexo releituras de grandes clássicos do forró e composições mais recentes de Mestrinho, Gennaro, Tiziu e João Silva.
2 Dobrado traz para os palcos a mistura de ritmos da cultura nordestina com a levada do interior paulista, tocando o melhor do forró, xote, baião, samba e xaxado. Com o seu balanço e carisma o quarteto apresenta versões exclusivas e composições próprias. O grupo é formado por Marcelo Lima, voz principal e triangulo, José Fernando, voz e banjo, Jonas Virgulino, voz e sanfona e Júlio Motta, voz e zabumba.

28/11, Sex

Lançamento do Cd do Trio Alvorada
O Trio Alvorada surgiu em 2004 com a ideia de reviver velhos clássicos do forró tradicional e dar uma nova cara ao forró pé de serra. É formado por dois paulistanos e um paraibano. Nesta apresentação no Remelexo Brasil apresenta seu mais novo trabalhão, em comemoração aos 10 anos do grupo. Entre as participações especiais, Trio Bastião, Raízes do Sertão, Sivaldo (Ó do Forró), Jorginho do Rojão e Dj Vinny (BH).

29/11, Sáb

Trio Dona Zefa e Mestrinho
Com 11 anos de carreira, o Trio DONA ZEFA passeia por obras de grandes mestres do forró, toca também pérolas de nomes como Ary Lobo, Genival Lacerda e Mestre Zinho, e não deixa de apresentar canções próprias que até já viraram clássicos, a exemplo de “Forró do Talarico”.
O talentoso sergipano Mestrinho toca sanfona desde os 6 anos e, aos 12, já se apresentava com bandas por seu Estado. Já dividiu o palco com artistas como Dominguinhos, Gilberto Gil, Hermeto Pascoal e Elba Ramalho.

30/11, Dom

Benício Guimarães
Benício Guimarães é um artista completo, excelente compositor, músico e um grande cantor que possui estilo próprio de cantar. Sua poesia tem um tom brejeiro, que fala da natureza do sertão e do sertanejo.

AULAS DE FORRÓ REMELEXO

Coordenadas pelo professor Evandro Paz e ministradas também por sua equipe de professores, o Remelexo Brasil tem, em cinco dias da semana, aulas de forró para os amantes da dança. As aulas podem ser feitas em grupos, que são selecionados no início conforme os níveis de cada aluno, e que são acompanhados de perto pela equipe. As inscrições devem ser feitas diretamente nas aulas, que acontecem às terças, quintas, sextas, aos sábados (19h45 às 21h30) e aos domingos (16h45 às 18h30), conforme a oferta de pacotes de 4, 8 ou 12 aulas, sendo a quantidade de aulas por semana da escolha do aluno. Os valores vão de R$ 22 (aula avulsa - mulher) a R$ 185 (pacote com 12 aulas) e há também a opção pelas aulas particulares. Para treinar tudo que aprenderam, os alunos tem desconto de R$6 nas baladas do Remelexo Brasil.


SERVIÇO

End: Rua Paes Leme, 208 x Rua Ferreira de Araújo, 1076 - Pinheiros - (Próximo ao SESC Pinheiros)
Horário: Sextas e sábados – das 23h às 5h
               Domingos – das 20h as 2h30
               Segunda-feira – das 22h30 as 04h30

Valor: 
sexta a domingo – mulheres R$ 20, homens R$ 30 (estudantes pagam meia com carteirinha)
segunda-feira – homens R$ 20 mulheres R$ 15

Informações: 
Fone: (11) 3034-0212

Nenhum comentário:

Postar um comentário