segunda-feira, 9 de março de 2015

O Museu do Futebol cria programação especial as mulheres neste mês de março


O Museu do Futebol, localizado no estádio do Pacaembu - convida a todos para visitar seu acervo no mês de março, em especial as mulheres, que terão entrada gratuita nos dias 15, 22 e 29.

A partir deste mês, o Museu do Futebol também dará início a mais um projeto inédito, o qual tem por objetivo divulgar a história da participação feminina no futebol, esporte que também é popular entre as mulheres, apesar de quase não haver notícias sobre. #Visibilidade para o Futebol Feminino será uma ação integrada para unir pesquisa, exposição, programação cultural, e ações educativas.

No dia 14 de março, ocorrerá, no auditório do Museu, o primeiro de uma série de debates mensais programados até dezembro. O primeiro tema será o calendário dos jogos da Copa do Mundo de Futebol Feminino e as fórmulas de disputa. Participarão Arthur Elias (técnico do Centro Olímpico) Mayara Bordin (volante do Centro Olímpico), Thaís Picarte (Goleira do São José) e Emily Lima (a primeira mulher a comandar uma seleção).

O ciclo de debates é organizado pela jornalista Luciane Castro, pela ex-jogadora e atual comentarista esportiva Juliana Cabral e pelo técnico René Simões. O objetivo é criar um espaço permanente no Museu para divulgar e debater a história do futebol feminino. A rádio Central 3 irá registrar os eventos e colocar à disposição para consulta na internet.

Durante os finais de semana do mês de março, os educadores do Museu oferecem jogos e atividades educativas aos visitantes, como o "Mulheres de expressão", no qual o público toma contato com fotografias de mulheres que marcaram o século XIX e XX e o "Futebol é coisa de quem?" que aborda a história do futebol do ponto de vista feminino. De modo lúdico, o visitante é convidado a pensar como seria a história do futebol no Brasil se esse fosse considerado, desde sua origem, como "coisa de mulher".

A exposição, que terá início no mês de maio, apresentará diversas intervenções no acervo permanente. Nove, das quinze salas do Museu receberão fotos, curiosidades e vídeos. Em uma das salas, por exemplo, estarão expostos itens raros sobre o tema, como fotos de Leonor Silva (rainha da torcida brasileira no Mundial de 1938, na França) e de Léa Campos (primeira árbitra a apitar um jogo internacional, nos anos 1970, quando ainda era proibido às mulheres participarem de campeonatos oficiais).

Além dessas mudanças, em junho serão exibidos os jogos da seleção brasileira na Copa do Mundo Feminina FIFA no Canadá, com distribuição de ingressos gratuitos para quem vier assistir aos jogos no Auditório do Museu.

Para esse projeto, a equipe do Museu do Futebol também conta com a curadoria e pesquisa da especialista Silvana Vilodre Goellner (coordenadora do Centro de Memória do Esporte da ESEF/UFRG) e da parceria do Centro de Memória do Esporte da Escola de Educação Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (CEME/UFRGS) e do Coletivo Guerreiras Project também são parceiros neste projeto inédito. 

O Centro de Referência do Futebol Brasileiro - CRFB realizará, ao longo de todo o ano, a coleta de documentos e fotografias para digitalização, bem como a gravação de entrevistas de História Oral com mulheres.

SERVIÇO 

"Mês da Mulher" e projeto "#Visibilidade para o futebol feminino"
Local: Museu do Futebol
End: Praça Charles Miller, s/n - Estádio do Pacaembu
Datas: Gratuidade para as mulheres nos dias 15, 22 e 29 de março
Horários: 9h às 17h (permanência até as 18h)
Ingressos: 
R$ 6 (inteira) - R$ 3 (meia-entrada para estudantes, idosos e professores). 

  • Pessoas com deficiência não pagam
  • Crianças até sete anos não pagam
  • Estacionamento no local com Zona Azul - R$ 5,00 válido por três horas. A venda na bilheteria do Museu.

Informações:
Tel.: (11) 3664-3848

Nenhum comentário:

Postar um comentário