segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Bournemouth é destino econômico em plena Europa




Nessa cidade do interior da Inglaterra, é possível economizar até 50% em um intercâmbio

Um intercâmbio é o sonho de consumo de muitos brasileiros. Mas, em tempos de crise, esse sonho acaba sendo adiado. E por que não readaptá-lo? Destinos como Londres, França ou New York pesam no bolso com a desvalorização do real frente ao Dólar e o Euro. 

Mas cidades “pequenas” mostram que é possível fazer um intercâmbio mais econômico, com experiências tão ou mais intensas e recompensadoras do que em grandes centros.

Bournemouth,uma cidade do interior da Inglaterra, à 170 km de Londres e com 380 mil habitantes, é uma desses destinos econômicos mesmo em plena Europa. A cidade tem a mesma vida cosmopolita que Londres mas com uma diferença: por lá, um intercâmbio chega a ser 50% mais barato. “As estadias aqui custam menos. Em uma casa de família da região, os preços já incluem alimentação diariamente, por exemplo. Além disso, as escolas tem preços mais acessíveis pois querem trazer os estudantes pra cá e geralmente, elas são localizadas perto da casa onde o intercambista mora. Sendo assim, é possível economizar também com o transporte. Esse viajante pode ainda fazer diversos passeios de graça com a família com a qual ele está morando ", esclarece Tiziano Borgonovo, consultor da Expand Languages.

Para aqueles que pensam que os passeios e a diversão vão ficar pesados no bolso, uma cultura de acumular cada vez menos bens materiais e ter experiências de vida mais enriquecedoras está se espalhando pela Europa e mostrando um outro cenário. “É possível se divertir com pouco por aqui, em passeios econômicos que vão desde um jantar no meio do mato com amigos, uma travessia por pontos turísticos, uma maratona pela cidade.Além disso, como Bournemouth fica na costa da Inglaterra, é possível reunir os amigos e se aventurar em praias paradisíacas como também é muito fácil pegar um trem e, em duas horas, ir se divertir em Londres”, completa Tiziano.

Palavra de quem foi

A paulista Luana de Oliveira morou três meses em Bournemouth pela Expand Languages e sentiu no bolso e nas experiências pessoais a diferença de morar em uma cidade menor. “Tive a oportunidade de viajar para Londres enquanto estava na Inglaterra e posso afirmar que o custo de vida de Bornemouth é menor. Desde roupas até alimentos”, explica Luana. Muitos podem pensar que, por se tratar de uma cidade de interior, não teria muito o que se fazer por lá. Puro engano.

Em Bournemouth, é possível conhecer pessoas do mundo todo, se aprofundar na cultura inglesa com as famílias que vivem lá há décadas, sair à noite nos diversos pubs e até mesmo curtir as férias com ingleses de outras cidades que vão para a Bournemouth aproveitar o sol e o mar. “Escolhi essa cidade por ter poucos brasileiros sendo melhor para aprender o idioma inglês. Lá você pode alugar uma bicicleta pelo tempo que quiser e conhecer pontos turísticos ou usá-la como meio de transporte. À noite, há muitos pubs, baladas, onde você conhece pessoas incríveis do mundo inteiro, pessoas educadas.A cidade é pequena, porém muito gostosa, que te acolhe, não dá mais vontade de sair de lá. É uma cidade amável”, completa Luana.

Tiziano Borgonovo, levado pelo mesmo sonho que motiva hoje milhões de brasileiros, fez um intercâmbio em 1994 e se apaixonou pela Inglaterra. Percebendo que muitas pessoas gostariam de passar pela mesma experiência que ele teve, em 1997, Tiziano fundou a Expand Languages, empresa pela qual até hoje leva brasileiros à destinos não só como a Inglaterra, como também Irlanda, Ilha de Malta e Flórida, nos Estados Unidos. Em Bournemouth, Tiziano acompanha os estudantes no começo, durante e até o fim de sua viagem, com assistência no local, garantindo assim que o aluno seja assistido durante toda sua experiência na cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário