domingo, 4 de outubro de 2015

Programa “A Liga” mostra as falhas do sistema carcerário




Preso conta, com riqueza de detalhes, como esquartejou um colega de cela

No terceiro programa da série especial “Crônicas do Presídio”, A Liga mostra algumas das falhas do sistema penitenciário brasileiro. 

Thaíde e Mariana Weickert conhecem de perto a superlotação e as condições improvisadas dos presídios, além de entrevistar alguns dos mais violentos criminosos da Paraíba. 

Em um dos relatos mais impressionantes, um preso conta, com riqueza de detalhes, como esquartejou um colega de cela. “Uma pessoa falar na sua frente que matou e esquartejou de uma maneira tão natural foi muito pesado para mim”, revela Thaíde. 

Ele também entrevista o delegado Walber Virgulino, ex-secretário de Administração Penitenciária da Paraíba, que critica todo o sistema, desde a prisão até a custódia. Já Mariana ouve a história de uma detenta que entrou no tráfico como “aviãozinho” para pegar drogas para a própria mãe. 


O programa também aborda um tema polêmico, a reinserção dos ex-detentos na sociedade. Questionado por Thaíde, um dos presos é categórico ao afirmar que isso é impossível. “Aqui é a escolinha do mal, a gente só aprende o que não presta. A chance é sair daqui capacitado para o crime”.

A Liga vai ao ar às terças-feiras, às 22h30, na tela da Band.

Nenhum comentário:

Postar um comentário