domingo, 20 de dezembro de 2015

"A vida sexual da mulher feia" volta ao Teatro Folha




Otávio Müller dirige e apresenta a comédia da mulher feia em autodescoberta 

O espetáculo “A Vida Sexual da Mulher Feia”, uma divertida comédia dirigida e protagonizada por Otávio Müller, com supervisão de direção de Amir Hadad e texto do best-seller homônimo de Claudia Tajes está de volta ao Teatro Folha.

Em cena Otávio dá vida à personagem Maricleide, uma mulher feia em processo de aceitação da sua condição estética nada favorável, que envolve o público com seu drama diante da luta contra a ditadura da beleza.

Ninguém fica imune ao universo de Maricleide, imperfeita e por isso humanizada. “As pessoas sofrem e ao mesmo tempo dão gargalhadas com ela. Muitas se identificam com alguma das histórias contadas. Maricleide gera imediatamente empatia, e o público começa a torcer para que ela encontre um final feliz”, explica Otávio Müller.

No livro de Claudia Trajes a protagonista não tem rosto nem descrições físicas esmiuçadas. O recurso da autora facilita a identificação ampla e abrangente do leitor, absorto nos relatos hilários do diário amoroso da mulher, desde o primeiro beijo até a primeira transa.

Para dar vida a Maricleide, é necessário um conjunto de cinco elementos básicos, descritos por Otávio Müller. “Ela deve ter meu corpo, minha cara, meu nariz, meu olhar e meu humor”, brinca o ator. O espetáculo é sucesso de público e está em cartaz há dois anos.

Serviço

Teatro Folha - Shopping Pátio Higienópolis - Av. Higienópolis, 618 / Terraço / tel.: (11) 3823-2323 - Televendas:(11) / 3823 2423 / 3823 2737 / 3823 2323 Site: www.teatrofolha.com.br.
Estreia: 8 de janeiro
Temporada: Até 27 de março
Apresentações: sexta-feira, 21h30; sábado, 20h; e domingo, 19h
Ingressos: R$60 e R$40, sexta;R$70 e R$50, sábado e domingo

Duração: 80 minutos
Classificação indicativa:14 anos
*Valores referentes a ingressos inteiros. Meia-entrada disponível em todas as sessões e setores de acordo com a legislação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário