sábado, 27 de fevereiro de 2016

Laila Garin em única apresentação no Teatro Porto Seguro




O repertório inclui clássicos da MPB, músicas da nova safra de compositores e canções em francês

Laila Garin apresenta o show Rabisco no Teatro Porto Seguro. A cantora e atriz é acompanhada pela banda A Roda - formada por Ricco Viana (guitarra e violão), Rick De La Torre (bateria) e Marcello Müller, com produção em São Paulo de Amalia Tarallo.

Criado por Laila Garin e banda A Roda, Rabisco traz os compositores da nova geração Dani Black (Sonhos Pintados), Moyseis Marques (Juntando Cacos), Renato Luciano (Vamos Batucar e Flor da Ilusão) e Juliano de Holanda (Não Me Deixe) e releituras de sucessos como Se Eu Quiser Falar Com Deus (Gilberto Gil), Canteiros (Cecilia Meireles/Fagner), Aguenta Coração (Ed Wilson/Paulo Sérgio Valle), Zumbi (Jorge Ben Jor), entre outras. Em referência a sua origem francesa, Laila interpreta L' Accordeoniste (Michel Emer), sucesso na voz de Edith Piaf e Marlene, do grupo de rock francês Noir Désir.

Laila Garin e os músicos foram reunidos pela primeira vez pelo diretor João Falcão quando trabalharam juntos no musical Eu Te Amo Mesmo Assim, em 2010. A partir daí novas parcerias surgiram. O produtor musical Ricco Viana convidou Laila Garin e Rick De La Torre para gravar a trilha sonora do seriado Clandestinos, da TV Globo, em 2011. Laila e Rick integraram o elenco do premiado musical Gonzagão, a Lenda (2013). Marcelo Müller fez a turnê da Clarice Falcão junto com o Ricco Viana e foi convidado para integrar a banda A roda .

Em Rabisco não estão sob a regência de uma obra teatral ou dramaturgia prévia. “Aqui o objetivo é fundamentalmente a música, incluindo suas letras e poesia. Respirar no mesmo compasso, embalados pelo sentimento e assim criar os arranjos musicais em conjunto.Acho que trazemos isso da nossa trajetória no teatro. Faz parte da nossa formação e experiência como artistas”, explica a cantora.

Laila Garin estreou Rabisco despretensiosamente ano passado no Beco da Garrafas, no Rio de Janeiro, onde fez uma pequena temporada do que ela chama de um show em construção. “A plateia foi testemunha do processo de montagem do repertório e aperfeiçoamento de arranjos, com diversas participações de artistas convidados”, conta. 

O show produzido por Reinaldo Galvão foi tão bem recebido que ficou dois meses em cartaz. Em suas últimas apresentações já não deram conta de todo público e muita gente voltou para casa sem conseguir ingresso. A repercussão positiva rendeu convite para participar do projeto Cantrizez, no Teatro dos Correios e ganhou elogios de nomes consagrados da MPB como Geraldo Azevedo, Pedro Luis e Ney Matogrosso.

“Nossa ideia é criar um público espontâneo, genuíno, gerado pelo boca-a-boca. Isto também faz parte do conceito de Rabisco. Fizemos uma espécie de residência no Beco das garrafas onde podíamos compartilhar com os amigos, convidar compositores, trocarmos com eles, receber suas sugestões, conhecer músicas inéditas, justamente para ir experimentando e incluindo no nosso repertório.” 

Filha de uma brasileira e um de francês, Laila Garin conquistou o público ao protagonizar Elis, o Musical, em 2013, pelo qual recebeu 8 prêmios, incluindo Shell e APCA de melhor atriz. Natural de Salvador, começou a estudar canto desde os 13 anos em paralelo com o teatro e transita por várias vertentes. Formada pela Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia, Laila Garin inclui em sua formação estudos de canto lírico e de Mímica Corporal Dramática (com o ator francês Etienne Decroux). Em São Paulo, trabalhou por 10 anos com o diretor Cacá Carvalho e sua Casa Laboratório, onde era responsável também pelo treinamento vocal dos atores.

Na TV Globo, esteve no ar na novela Babilônia de Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes, em 2014. Anteriormente fez participação nas séries A Grande Família, Louco Por Elas, Força Tarefa e Clandestinos, entre outras. Em 2015, fez temporada na França com o projeto Moi et Mon Cheveu, de Eva Doumbia (diretora da Cia La Part du Pauvre, de Marselha). Além do show Rabisco, em maio volta aos palcos com uma nova montagem do musical Gota d'Água, de Chico Buarque, agora com direção do jovem e premiado diretor Rafael Gomes (previsto para estrear no Rio de Janeiro).

Serviço

LAILA GARIN IN TRIO – SHOW RABISCO

Dia 8 de março, terça-feira, às 21h.

Ingressos: R$ 80,00 plateia / R$ 50,00 balcão e frisas

Classificação: livre

Duração: 80 minutos

TEATRO PORTO SEGURO

Al. Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos – São Paulo. 

Telefone (11) 3226.7300

Bilheteria:Terça a sábado, das 13h às 21h e domingos, das 12h às 19h

Capacidade: 508 lugares

Clientes Porto Seguro têm 50% de desconto na compra de 1 ingresso + acompanhante

Formas de pagamento: Todos os cartões de crédito e débito

Acessibilidade: 10 lugares para cadeirantes e 5 cadeiras para obesos

Estacionamento no local: Estapar R$ 20,00 (self parking) - Clientes Porto Seguro têm 50% de desconto

Serviço de Vans: TRANSPORTE GRATUITO ESTAÇÃO LUZ – TEATRO PORTO SEGURO – ESTAÇÃO LUZ. O Teatro Porto Seguro oferece vans gratuitas da Estação Luz até as dependências do Teatro. COMO PEGAR: Na Estação Luz, na saída Praça da Luz/Rua José Paulino, vans personalizadas passam em frente ao local indicado para pegar os espectadores. Para mais informações, contate a equipe do Teatro Porto Seguro

Happy HourRestaurante Gemma – quartas, quintas e sextas das 17h às 21h



Facebook: facebook.com/teatroporto

Instagram: @teatroporto

2 comentários: