terça-feira, 12 de agosto de 2014

Conheça a paradisíaca região de Interlaken



Localizada nos Alpes Suíços, você vai viver uma experiência sensorial pela Suíça do passado

Texto e Fotos: Assessoria de Imprensa

Famosa por sua ampla oferta de atividades esportivas, como esqui, paragliding, canoagem e rafting, a região de Interlaken, nos Alpes Suíços, cujo ponto de partida é a cidade de mesmo nome, também oferece passeios culturais ao ar livre durante os meses mais quentes do ano, que permitem aos turistas conhecer melhor os costumes e tradições do país.

A cerca de 30 minutos de trem de Interlaken fica Thun, a décima maior cidade da Suíça, às margens do lago de mesmo nome. A principal atração local é um castelo construído em 1186, totalmente conservado ainda hoje. Para chegar, é necessário subir alguns degraus, mas vale o esforço: além de admirar a cidade do alto, é possível ver o museu que funciona dentro do castelo, que conta a história de Thun e também da imponente construção. A cidade histórica, as praias e o passeio pelas margens do lago, com os Alpes como pano de fundo, completam a visita.

Por falar em história, que tal mergulhar de cabeça na cultura suíça? Para reviver o passado e conhecer de perto como era a vida no país há mais de um século, o Ballenberg Open Air Museum é a melhor pedida. Este parque de mais de 600 mil m², na cidade de Brienz, abriga mais de 100 casas históricas de diferentes regiões da Suíça, totalmente originais – desmontadas de seu endereço e reconstruídas, pedra por pedra, no museu a céu aberto. O critério de escolha das casas a serem colocadas em exibição leva em conta não só o grau de conservação, como também a história do empreendimento e das famílias que ali viveram. 



A maior parte das casas expostas é da área rural e todas têm suas particularidades: ao longo do passeio o visitante descobre, por exemplo, que ter uma chaminé no século XVII era sinônimo de riqueza e status. Para entender mais sobre estes detalhes, os hábitos e o estilo de vida dos suíços em diferentes épocas, a dica é conhecer o museu com a companhia de um guia, que leva os grupos para uma verdadeira experiência sensorial: os estábulos têm animais de verdade, e claro, o cheiro característico. Nas casas há voluntários trabalhando para recriar os costumes da época: assando pães, defumando linguiças e fazendo trabalhos artesanais. Todos os produtos são vendidos na lojinha do museu.

Vale lembrar que para conhecer Ballenberg são necessários pelo menos três dias inteiros para percorrer toda a área, mas há uma opção de roteiro mais curto, que dura metade de um dia. O museu funciona entre abril e final de outubro, das 10h às 17h, diariamente. 

De volta à cidade de Interlaken, vale alugar um cavalo ou charrete em uma das duas estações ferroviárias da cidade e passear pelo centro para admirar as paisagens alpinas de uma forma diferente e divertida. Para os turistas mais tradicionais, há também os shows de folclore suíço, que acontecem durante a temporada de verão na cidade, com grupos de iodelei (técnica de canto típica do país) e tocadores de alphorn (trompa dos Alpes, instrumento característico da região).

Mais informações podem ser encontradas no site www.interlaken.ch.

Nenhum comentário:

Postar um comentário