Campanha AACD Teleton 2021

Cursos Mecânica Online

31 de janeiro de 2011

Ao Vivo Music apresenta o melhor do blues contemporâneo


No próximo dia 04, às 22h30, Nuno Mindelis, citado recentemente pela revista inglesa Blues Matters como um dos melhores guitarristas de blues da atualidade, mostra a sua nova leitura – mais globalizada, “essencial e inadiável” – do gênero

O show preparado para o Ao Vivo Music será uma mistura de músicas último lançamento de Nuno Mindelis, do final de 2010, Free Blues, e de álbuns anteriores – igualmente maravilhosos! O tipo de música que a gente ouve o dia todo sem perceber que o tempo está passando -, além de clássicos sempre exigidos pelo público, como Jimi Hendrix por exemplo.

Há também um momento mais intimista - “Com a cara do Ao Vivo”, segundo Nuno – no palco, somente ele, mais introspectivo, sentado ao amplificador, com a guitarra: “O blues tem uma linguagem peculiar, uma textura clássica, como o jazz, mas muita gente não sabe. É o que mostro. Um exemplo do Blues do Delta, como é chamado, a verdadeira pungência e dor, a ‘onda’ mais profunda do blues na minha opinião, pode ser visto num vídeo do youtube –http://www.youtube.com/watch?v=J2-yBW8__n4. A qualidade de imagem não está muito boa, mas dá para entender o que quero dizer”, explica o artista.

Recentemente, Nuno Mindelis esteve na Inglaterra e em Portugal, anunciado ao lado de grandes nomes do blues e do rock, como Yardbirds (ex.Jimmy Page, Jeff Beck e Eric Clapton), Steve Cropper (Otis Redding, Booker T. e Blues Brothers), Taste (Rory Gallagher), e outros. Participou do álbum "All Stars", de Peter Barton, baixista do lendário "The Animals", ao lado de Noel Redding (ex baixista de Jimi Hendrix), Rick Wakeman (Yes), Aynsley Dunbar (Whitesnake), Don Henley (Eagles e Phill Collins), Mick Gallagher (Paul McCartney, entre outros.

Em Lisboa, apresentou-se para mais de 60 mil pessoas no tradicional Festival Avante, que existe há 33 anos, por onde já passaram Chico Buarque, Beth Carvalho, Ivan Lins, Otis Grand, Jimmy Johnson, Manfred Mann e Fairport Convention.

Em Free Blues, Nuno escolheu doze temas que mudaram sua vida, como "While my guitar Gently Weeps", de George Harrison, e “Feeling Alright”, de Dave Mason, e decidiu repetir o exemplo de seus ídolos, que nos anos sessenta injetaram eletricidade, psicodelia e rock and roll ao gênero.

“Era preciso chegar a um equilíbrio entre duas realidades, igualmente importantes e bonitas. Faltava o elemento contemporâneo, a eletrônica, novas mídias, novos instrumentos. Faltava decifrar esse universo. Free Blues é uma ruptura e não soa forçado, como costuma acontecer em trabalhos experimentais ou de fusão. É uma atualização na acepção mais ampla. Tenho certeza de que, em ambiente de crítica consistente, Free Blues poderá tornar-se um paradigma”, afirma.

Antes mesmo de lançado, o CD recebeu elogios da tradicional gravadora alemã Taxim Records, que pediu os direitos para lançamento na Europa: “Brilliant - Just brilliant! What a gorgeous idea of giving the old standards a new flame” (Brilhante, simplesmentre brilhante! Que magnífica a idéia de conferir aos antigos clássicos uma nova luz!).

No Ao Vivo Music, Nuno estará acompanhado pelo baixista Marcos Klis, pelo pianista Flavio Naves e pelo baterista Humberto Ziegler.

As músicas do artista podem ser conferidas na galeria de áudios http://www.nunomindelis.com.br/. Ouso destacar Twelve Hours”, de 2003, produzido por ele mesmo e licenciado para a Europa, Canadá e EUA. Recebeu elogios da “Blues Revue Magazine”, considerada a mais importante publicação de blues do mundo; e o Blues on the Outside”, de 1999/2000, quecontou com o auxílio da Double Trouble, além de nomes como Derek O´brien (que trabalhou com Jimmy Vaughan, Jimmi Rodgers, Willie Nelson, Bob Dylan, entre outros). Foi produzido por Nuno e Eddie Stout e chamou a atenção também do Japão, que começou a importá-lo.


Serviço:

Ao Vivo Music
Endereço: R. Inhambu, 229, Moema
Reservas de mesa pelo tel: (11) 5052-0072

Horário: De segunda a sábado, das 19h até o último cliente

Dia 04/02/2011

Preço: Primeiro show, 20h30, Moisés Alves, R$ 20 consumo

Segundo show, 22h30, Nuno Mindelis, R$ 35 entrada

Twitter: @aovivomusic
Facebook: BarAoVivo

Marco Luque em seu novo espetáculo solo Labutaria uma comédia de personagens


Estreia dia 16 de março no Teatro Shopping Frei Caneca


Marco Luque, ator e apresentador do programa CQC, da Band, estréia seu novo espetáculo solo “Labutaria”, uma comédia de personagens que chega após o enorme sucesso de seu Stand Up “TamoJunto!”.


Novamente sozinho no palco, Luque interpreta 5 personagens inspirados no trabalho de profissionais íntimos do nosso dia a dia, e que inspiraram o nome do show, porém totalmente distintos em suas caracterizações, reiterando todo o seu talento para criar os textos e toda a sua versatilidade e agilidade para mudar totalmente de expressão e tom de voz em minutos.


Durante os 90 minutos do espetáculo, o público vai assistir a um delicioso e engraçadíssimo desfile de tipos populares, entre eles o quase inédito Betonera, um personagem de peso que promete deixar a platéia sem fôlego.


Completam o show, quatro de suas criações mais famosas do grande público: Mustafary, um vegetariano preocupado com a sustentabilidade do planeta, o motoboy Jackson Five, e seu preciso relato sobre a difícil convivência entre motos e carros nas grandes cidades, o taxista Silas Simplesmente, que incrementou seu taxi para agradar aos famosos e a diarista Mary Help, uma diarista engraçadíssima que Luque não apresenta há alguns anos, mas que já tem lugar garantido na preferência de seus fãs e na lista das criações inesquecíveis do ator.


Serviço

Marco Luque em Labutaria

Estreia: dia 16 de março – quarta feira

Temporada: por tempo indeterminado

Sessões todas as quartas-feiras

Horário: 21h30

Local: Teatro Shopping Frei Caneca (600 lugares)

Rua Frei Caneca, 569 - 6º Andar.

Informações: (11) 3472-2226 / 2229 – 2230

Duração: 90 minutos.

Recomendação: 14 anos

Caps Lock lança o clipe de “Você é o que queria”


Videoclipe estreou na semana passada e está em rotação na MTV


“Você é o que eu queria” foi escolhida pelos integrantes, equipe e fãs para ser o novo single da Caps Lock. E além de ganhar espaço nas principais rádios do país, a faixa estreia seu videoclipe, gravado durante um show real em Sorocaba sob o olhar experiente do diretor Maurício Eça (responsável por clipes da Pitty, Capital Inicial, Marcelo D2, entre outros).


O lançamento oficial aconteceu no programa LAB MTV na segunda-feira da semana passada (25). A banda já iniciou uma campanha de votos em massa para alcançar o TOP 10, ranking de clipes mais pedidos diariamente na emissora.


O clipe de “Você é o que eu queria” conta com cenas e áudio real de um show no interior de São Paulo. A equipe de filmagem captou as imagens e áudio de Max (vocal), Sté (guitarra), Thiago (baixo) e Carlinhos (bateria) enquanto tocavam o novo hit. Um pouco antes, Max e a atriz Bruna Rocha foram os personagens de um enredo que casa com as cenas da apresentação.

Caps Lock está em turnê nacional com o álbum “Fazer Diferente”, segundo da carreira. A banda levou o troféu de Artista Revelação na premiação Meus Prêmios Nick 2010 e é freqüente sua aparição na televisão em programas como Raul Gil, Teleton, SuperPop, Programa do Gugu, Mulheres, Ronnie Von etc.


Para assistir ao novo clipe, acesse: http://www.youtube.com/watch?v=TNVT13CM3As

EXALTASAMBA COMEMORA SUCESSO EM CRUZEIRO


Aconteceu entre os dias 23 e 26 de Janeiro o Navio do Exaltasamba organizado pela Olympia Cruzeiros.


Na manhã dessa quarta-feira, 26.01, o grupo Exaltasamba desembarcou no porto de Santos depois de estrear com muito sucesso o navio que leva seu nome. Organizado pela Olympia Cruzeiros em parceria com a CVC, o Navio do Exaltasamba levou o grupo de samba mais famoso dos últimos tempos em alto-mar a bordo do Zenith, entre os dias 23 e 26 de Janeiro. Com um roteiro de encher os olhos de tanta beleza, o navio passou por Búzios e uma praia privativa do Rio de Janeiro, voltando para Santos.


Os fãs puderam curtir apresentações durante todos os dias da banda ‘Sacode a Poeira’ e do grupo ‘Os Cariocas’, que levaram muita energia e música de qualidade ao público que se divertia na piscina, espaço preferido dos passageiros.


O Exaltasamba embarcou em Búzios nessa 3ªfeira (25) e causou histeria nas fãs que puderam acompanhar o embarque. Momentos especiais aconteceram na parte externa do navio, onde o grupo interagiu com os presentes durante a tarde, e o tão esperando show, durou cerca de duas horas à beira da piscina, com muita animação e energia positiva, característica ímpar dos integrantes do grupo que comemora 25 anos de carreira.


Pelo terceiro ano consecutivo, a Olympia Cruzeiros investe na dobradinha de atrações especiais e conforto em alto mar. A empresa atende o mercado turístico de cruzeiros temáticos, com o objetivo de unir grandes shows e o melhor em entretenimento com uma inesquecível viagem de navio.


A temporada 2010/2011 não acaba por aí, a Olympia Cruzeiros traz o grande sucesso de 2009, o Navio Sertanejo com Jorge & Mateus de 04 a 07 de Fevereiro. E, para fechar a temporada, o navio MSC Orschestra traz a 3ª edição do cruzeiro ‘É o Amor’ com Zezé Di Camargo & Luciano, nos dias 19 a 23 de Março.

gUi mohallem apresenta novo trabalho realizado em santuário queer no Tennessee


Mostra “Welcome Home” abre dia 5 de fevereiro na Galeria Emma Thomas


A Galeria Emma Thomas recebe a primeira exposição individual do artista mineiro gUi mohallem no Brasil, a partir de 5 de fevereiro.

A nova série de fotografias “Welcome Home” é um passo adiante na pesquisa do artista. Enquanto em séries anteriores o sentimento do vazio e da solidão foi longamente desenvolvido, tendo como cenário os espaços abertos de Coney Island, em “Welcome Home” tudo remete ao conforto de finalmente estar de novo em família.

As imagens foram capturadas em um santuário queer durante a celebração do início da primavera. A fotografia assim, se aproxima dos corpos, das árvores e da comida compartilhada com enorme cautela e delicadeza.

Esses trabalhos se dividem em 5 sub-séries, variando entre os tamanhos 40 cm x 60 cm e 1 m x 1,5 m.

A curadoria é de Gabriel Bogossian.


gui mohallem (1979) www.guimohallem.com
Mineiro de Itajubá, formou-se em Cinema e Vídeo pela ECA-USP em 2003, especializando-se em cinematografia. Durante mais de 3 anos foi educador e colaborador pedagógico de projetos sociais de cinema e educação, tais como Instituto Criar de TV e Cinema e as Oficinas Cine Tela Brasil.

Em meados de 2007 passou a se dedicar exclusivamente ao seu trabalho como fotógrafo e, no final de 2008, fez sua primeira exposição individual em Nova York com o Ensaio Para a Loucura. De volta a São Paulo, participou de exposições nas galerias de Babel, Olido, Emma Thomas, Baró Cruz e no Paraty em Foco 2009. Entre outubro e novembro do mesmo ano, participou do programa de residência Ateliê Aberto, na Casa Tomada.

Desde abril de 2010, juntamente com os fotógrafos Breno Rotatori e Felipe Russo, participa do Projeto Incubadora, em que séries em andamento dos três fotógrafos são discutidas entre eles e um grupo de metacriadores, sob orientação de Ronalto Entler.

Atualmente, além de ministrar workshops, fotografa para empresas e periódicos como Folha de São Paulo e Bravo!.

Exposições e Publicações
2010
Incubadora, projeto coletivo, Galeria Olido, São Paulo.
Museu dos Corações Partidos, instalação de Inês Cardoso, Itaú Cultural, São Paulo.

2009
Ateliê Aberto #1, residência artística e exposição coletiva, Casa Tomada, São Paulo.
Paraty em Foco 2009, Festival de Fotografia, Galeria de Babel, Paraty, RJ.
Fotografia Analógica, Coletiva, Galeria Emma Thomas, São Paulo.
12 exemplares, Coletiva, Associação Cultural Cecília, São Paulo.
Vídeo in foco/ Foto in foco, Coletiva, Galeria Baró Cruz , São Paulo.
Habite-se, Coletiva, Galeria Olido, São Paulo.
Gudi # 1, Revista de Arte, Ensaio para a Loucura, São Paulo.

2008
Ensaio para a loucura, Individual, Rabbithole Studio, Nova York, EUA.
Impulso, Coletiva, Galeria Emma Thomas, São Paulo.
Slideluck Potshow IX, Projeto multimídia itinerante, Chelsea Art Museum Nova York, EUA.



SERVIÇO – EMMA THOMAS
Welcome Home, de gUi mohallem
Abertura: 5 de fevereiro, das 11h às 20h
Período expositivo: 8 de fevereiro a 19 de março
Horário de funcionamento: De terça-feira a sexta-feira, das 11h às 19h; sábados, das 11h às 17h.
Local: Rua Barra Funda, 216 – Barra Funda – São Paulo
Telefone: (11) 3666-6489
Entrada gratuita

ELVIS COSTELLO & THE IMPOSTERS DESEMBARCAM NO PAÍS EM ABRIL PARA SHOWS DA TURNÊ "NATIONAL RANSOM


Pré-venda exclusiva para clientes Credicard, Citibank e Diners
acontece entre 31 de janeiro e 06 de fevereiro

Com o novo disco "National Ransom" lançado em outubro de 2010, Elvis Costello & The Imposters saem em turnê novamente, tendo o Brasil como destino. Desde o lançamento de "My Aim is True" em 1977, Costello nunca mais parou de contribuir para o rock 'n' roll mundial com sucessos como "Pump it Up", "Watching the Detectives", "Oliver's Army" e "Radio Radio", além de baladas como "She" e "Alison". Além desses hits da carreira do cantor, os fãs também terão a oportunidade de conferir de perto uma incrível seleção de seu novo trabalho.

Com realização da TIME FOR FUN, os shows acontecem dia 05 de abril, no Credicard Hall em São Paulo, e dia 06 de abril, no Citibank Hall do Rio de Janeiro. Clientes Credicard, Citibank e Diners contam com pré-venda exclusiva entre 31 de janeiro e 06 de fevereiro. O público em geral poderá adquirir ingressos a partir de 07 de fevereiro. Informações sobre valores de ingressos seguem abaixo.

Nascido em Londres, Declan Patrick MacManus (nome verdadeiro de Elvis Costello) trabalhou como operador de computação antes de se tornar um músico profissional. Ele assinou seu primeiro contrato musical com a Stiff Records e gravou seu primeiro disco, "My Aim is True" enquanto estava de férias no trabalho. O sucesso do disco foi tão grande na Inglaterra, que ele conseguiu um acordo de distribuição das cópias nos EUA com a Columbia Records.

Costello vem enriquecendo o mercado fonográfico há quase quatro décadas, tendo lançado mais de 30 discos nesse tempo e sendo indicado diversas vezes ao Grammy. Sua canção "I Still Have That Other Girl" foi vencedora do Grammy de "Best Pop Collaboration With Vocals" de 1999.

Discografia

1977 - My Aim Is True
1978 - This Year´s Model
1979 - Armed Forces
1980 - Get Happy!!
1981 - Trust
1981 - Almost Blue
1982 - Imperial Bedroom
1983 - Punch the Clock
1984 - Goodbye Cruel World
1986 - King of America
1986 - Blood and Chocolate
1989 - Spike
1991 - Mighty Like a Rose
1993 - The Juliet Letters
1994 - Brutal Youth
1995 - Kojak Variety
1996 - All This Useless Beauty
1996 - Costello & Nieve
1998 - Painted from Memory, com Burt Bacharach
2002 - When I Was Cruel
2002 - Cruel Smile
2003 - North
2004 - The Delivery Man
2004 - Il Sogno
2005 - Piano Jazz, com Marian McPartland
2006 - My Flame Burns Blue
2006 - The River in Reverse, com Allen Toussaint
2008 - Momofuku, com The Imposters
2009 - Secret, Profane & Sugarcane
2010 - National Ransom

Tony Gordon dias 11 e 25 de fevereiro no The Orleans


O cantor e instrumentista Tony Gordon apresenta um repertório variado de clássicos de r&b, soul, samba-jazz, samba-soul e black music para ouvir e dançar, nos dias 11 e 25 de fevereiro no The Orleans. Canções como "Georgia on my mind" (Ray Charles) , "Get Up" (James Brown), "Come Together" (the Beatles) "Kiss" (Prince), "Change The World" (Eric Clapton), "On Broadway" (George Benson), entre outras então entre as mais aplaudidas.


Conhecido no cenário musical por fazer parte de uma renomada família de músicos - filho de Denise Duran e Dave Gordon, sobrinho de Dolores Duran e afilhado de batismo de Marisa Gata Mansa e Cesar Camargo Mariano - Tony Gordon cresceu ao som de Ella Fitzgerald, Louis Armstrong, Sarah Vaughan e outros grandes músicos.


http://www.youtube.com/watch?v=4UY9YiCgz8o


Serviços The Orleans:

Tony Gordon: Dias 11 e 25 de fevereiro

Rua Girassol, 398 - Vila Madalena

São Paulo - SP - (11) 3031.1780

info@theorleans.com.br

www.theorleans.com.br

Horário de funcionamento:

De seg a domingo, a partir das 18:00

Show: 23:00hs

André Cypriano expõe AFRO-COLOMBIANOS na Galeria Portfolio



Fotografo busca chamar atenção para o racismo por meio de imagens que ficarão em exposição até 10 de março. A entrada é franca.


Dia 4 de fevereiro, a partir das 19h30, será aberta ao público curitibano a exposição AFRO-COLOMBIANOS, do fotógrafo documentarista André Cypriano. As pessoas retratadas nesta mostra são de diversas regiões do país latino, principalmente sul e centro oeste, incluindo as ilhas do Caribe Providência e Saint Andrés, e as cidades de Bogotá e Cartagena. Segundo o fotógrafo, Afro-Colombianos busca abrir um interesse sobre os quilombolas Sul Americanos.


Em parte, isto porque as similaridades e diferenças nas tradições e costumes entre os afro-brasileiros e afro-colombianos são inúmeras. Estima-se que 10% da população da Colômbia sejam de tal descendência, número que chega a mais de 4,5 milhões de pessoas.

“Pouquíssima atenção tem sido dada para esta população. O fator racismo, ainda imenso naquele país, pede por uma mobilização especial. Ainda há em Bogotá bares e restaurantes proibindo a entrada de negros, mesmo que estejam vestidos de terno e gravata”, afirma André.


Os palenques (como lá são chamados os quilombos) têm como principais fontes de renda a pesca e o extrato artesanal do ouro. E algumas comunidades encontram-se em áreas consideradas de risco, por conta da presença do grupo revolucionário FARCs.



Sobre o fotógrafo

O interesse de André Cypriano com a cultura afro-descendente começou em 1993, quando o foto-documentarista visitou pela primeira vez a cidade de Salvador, Bahia. Na favela da Rocinha (RJ), Cypriano morou com uma família de afro descendência por 30 dias para documentar o portfólio ROCINHA. Em seguida, desenvolveu os projetos QUILOMBOLAS E CAPOEIRA. Com o passar dos anos, André Cypriano, passou a estudar a tradição cultural e física voltadas as áreas de antropologia e de expressões de misticismo.


Atualmente, André trabalha como fotógrafo freelancer no Brasil e no exterior. Seus trabalhos autorais abordam questões culturais e sociais, e são compostos de imagens que instigam e sensibilizam para mudanças na sociedade. O portfólio AFRO-COLOMBIANOS foi possibilitado por meio de convite e apoio do Ministério da Cultura de Bogotá, assim como da AORI Produções Culturais.


Serviço

Exposição fotográfica AFRO-COLOMBIANOS

Quando: 4 de fevereiro a de março

Onde: Galeria Portfolio. Rua André Folloni, 634, Centro Cívico, Curitiba

“Fazendo música, jogando bola” estreia no Centro Cultural Carioca


Marcus Lima e Augusto Martins tocam nas quartas - feiras de fevereiro, antes, durante e depois de cada jogo estadual no telão

Marcus Lima e Augusto Martins estreiam no Centro Cultural Carioca, no dia 02 de fevereiro, a temporada de shows “Fazendo música, jogando bola”. A mistura resultou em uma apresentação com música e os jogos do campeonato estadual do Rio de Janeiro, sendo transmitido ao vivo no telão.

A bate-bola musical será apresentado por Augusto Martins (voz e pandeiro) e Marcus Lima (voz e violão) no ataque, e os volantes Carlito Gepe (baixo elétrico), Paulo Athayde (violão, guitarra e cavaco) e Vito Bertrami (bateria).

O repertório traz canções como “Lá vai bola”, “Que futebol que nada” , “Jurandir” , além de clássicos da MPB como "Samba do grande amor" (Chico Buarque), "Conversa de botequim" (Noel rosa), "Tive sim" (Cartola) e "É" (Gonzaguinha).

O projeto foi criado com o intuito de unir a paixão por Vasco, Paulinho da Viola, Flamengo, Ari Barroso, Fluminense, Mário Lago, Botafogo, Zeca Pagodinho, além da reverência ao samba e o fascínio da mulher brasileira como a melhor tradução de pandeiro e violão.

Repertório completo

Marcus Lima:
"Lá vai bola" (Marcus lima e Marcio proença)
"Jurandir" (Marcus lima e Marcio proença)
"Que futebol que nada" (Marcus lima,Marcio proença e Paulinho tapajós)

Augusto Martins:
"Mistério da Raça" (Luiz Melodia e Ricardo Augusto)
"Muito Obrigado" (Djavan)
"Trem" (Augusto Martins e Paulinho Athayde)
No meio da banda (Elisa Lucinda). Cantará ainda músicas de seu próximo álbum: SPB (Samba Popular Brasileiro)

Outros compositores:
1 "Fazendo música jogando bola"( Pepeu gomes )
2 "Incompatibilidade de gênios" (João bosco e Aldir blank)
3 "Samba do grande amor" (Chico buarque)
4 "Doralice" (Dorival caymmi e Antônio almeida)
5 "Dois de fevereiro" (Dorival caymmi)
6 "Medo de polícia,bandido,cachorro e dentista" (Sergio sampaio)
7 "Cuidado com a outra" (Nelsom cavaquinho e Augusto tomaiz jr.)
8 "Conversa de botequim" (Nel rosa)
9 "Tive sim" (Catola)
10 "É" (Gonzaguinha)

O ritual tem elenco internacional

Filme com Anthony Hopkins e Alice Braga conta saga de padres exorcistas

Dirigido pelo sueco Mikael Håfström (1408), o suspense de terror O Ritual conta com um elenco internacional, liderado pelo britânico vencedor do Oscar® Anthony Hopkins (O Silêncio dos Inocentes). Também estrelam o filme o irlandês Colin O’Donoghue, em sua estreia no cinema, a brasileira Alice Braga (Cidade de Deus), Toby Jones (Frost/Nixon), Ciarán Hinds (Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2) e o holandês Rutger Hauer (Batman Begins, Blade Runner, o Caçador de Androides”).


Inspirado em fatos reais, O Ritual narra a história do cético seminarista Michael Kovak (Colin O’Donoghue) que, relutantemente, frequenta uma escola de exorcismo no Vaticano. Sua vida muda quando ele encontra o ortodoxo Padre Lucas (Anthony Hopkins), que lhe apresenta o lado mais obscuro de sua fé.


Alice Braga comenta o seu papel no filme, a jornalista Angeline: “Eu me apaixonei por minha personagem Angeline, porque ela é uma mulher forte, franca e direta que tem um objetivo específico, fato que você começa a descobrir quando se torna claro o porquê de ela procurar por respostas em um curso de exorcismo”. O produtor Beau Flynn, responsável pela escolha do elenco, explica a importância da interpretação da brasileira: “O Ritual exigia que ela criasse intimidade com Collin, mas sem conotações românticas, e Alice tem tanta complexidade e cordialidade que ela foi capaz de comunicar isso de uma maneira maravilhosa. Ela é uma atriz muito talentosa”.


O Ritual também conta com locações internacionais. O filme é passado em Roma e na Cidade do Vaticano, mas a maioria das cenas foi filmada em Budapeste, capital da Hungria. “Nós filmamos todas as cenas exteriores em Roma, uma cidade tão cinematográfica”, observa Mikael Håfström. “Ela nos oferece um visual e uma sensação que dificilmente pode ser encontrada em qualquer outro lugar do mundo. Então viajamos para Budapeste para iniciar a produção dos cenários e locações e para encontrar uma ‘Roma’ em uma escala menor — em algumas das suas igrejas e suas ruas pavimentadas com pedras arredondadas — o que deu muito certo.”


O Ritual é baseado no livro homônimo de Matt Baglio. O filme será distribuído pela Warner Bros. Pictures e tem estreia prevista para 11 de fevereiro nos cinemas brasileiros.

Exposição "Minha Foto de São Paulo" vai até 06 de fevereiro no Mais Shopping Largo 13


Autores das três melhores fotografias serão anunciados no dia 05 de fevereiro, mas público pode conferir exposição com as melhores imagens selecionadas no Mais Shopping Largo 13


Dinâmica simultânea é a ordem do 1º concurso fotográfico “Minha Foto de São Paulo”, criado pelo Mais Shopping Largo 13 em homenagem à cidade de São Paulo e aberto a fotógrafos profissionais e amadores. “Assim que chegam, as fotografias são imediatamente avaliadas segundo critérios técnicos e estéticos e as melhores seguem para a exposição”, explica o gerente de marketing do Shopping,Fábio Castro.


Eleitos por uma comissão julgadora, os autores das três melhores fotos serão premiados pelo Mais Shopping Largo 13. O primeiro colocado ganha um vôo panorâmico de helicóptero sobre a zona sul da capital, com uma hora de duração e direito a acompanhante; o segundo colocado ganha uma noite de hospedagem em hotel escolhido pela organização do concurso, incluindo recepção comchampagne, jantar e passeio turístico pela cidade de São Paulo, em data a ser escolhida pelo vencedor. E para incentivar o talento, o terceiro lugar recebe uma máquina fotográfica digital da marca Cassio, modelo EX-Z33.


Mais informações sobre o concurso “Minha Foto de São Paulo” estão disponíveis no site www. MaisShoppingLargo13.com.br


Exposição “Minha Foto de São Paulo”

Grátis, até 06 de fevereiro, das 10h às 22h

Mais Shopping Largo 13

R.Amador Bueno, 229 – Santo Amaro – SP

Tel.: (11) 5546-3000

Oficina Infantil no D&D SHOPPING


Brinquedos retrô são customizados pelos pequenos


Durante o Bota-Fora do D&D Shopping, que acontece entre os dias 27 de janeiro a 20 de fevereiro, a criançada tem diversão garantida na Oficina Infantil. Com atividades lúdicas, a oficina tem como objetivo promover interação entre a as crianças, a partir dos 4 anos, que podem customizar bonecas de papel que trocam as roupas, carrinhos, aviões, helicópteros e barcos em madeira.

Na oficina de brinquedos retro, os pequenos podem escolher entre as peças e customizar com tintas em várias cores, tecidos, fitas e papéis. Depois é só liberar a criatividade!


OFICINA INFANTIL D&D SHOPPING

Quando: de 27 de janeiro a 20 de fé

ro de 2010
Horário: sábado e domingo, das 13h às 19h

Idade: a partir de 4 anos

Local: D&D Shopping

Preço: Gratuito


Serviço
D&D Shopping

Endereço: Av. das Nações Unidas, 12.555, Brooklin - (Marginal Pinheiros, próximo a ponte estaiada)
Informações: Tel.: (11) 3043-9000 / 3043-9650
Funcionamento: segunda a sexta-feira, das 10h às 22h; sábado, das 10h às 21h e domingo das 14h às 20h ( horário especial)

Estacionamento: de segunda a domingo R$ 18 por 3 horas.
www.dedshopping.com.br

Henry Cavill interpretará Clark Kent/Superman em novo filme do herói


A Warner Bros. Pictures e a Legendary Pictures anunciam que Henry Cavill foi escolhido para o papel do clássico herói Superman.

O filme será dirigido por Zack Snyder, que afirma “No panteão dos super-heróis, Superman é o mais conhecido e reverenciado personagem de todos os tempos e estou honrado por fazer parte de seu retorno aos cinemas. Uno-me à Warner Bros., Legendary e aos produtores para dizer que estamos muito entusiasmados na escolha de Henry. Ele é a pessoa perfeita para herdar a capa e o S no peito”.

Charles Roven, Emma Thomas, Christopher Nolan e Deborah Snyder são os produtores do filme. O roteiro está sendo escrito por David S. Goyer baseado na história desenvolvida por Goyer e Nolan. Thomas Tull e Lloyd Phillips são os produtores executivos.

Cavill recentemente esteve envolvido na produção The Cold Light of Day e protagonizará Immortals, com estreia prevista para este ano.

Programado para estrear em dezembro de 2012, o novo filme do Superman será distribuído mundialmente pela Warner Bros. Pictures, uma empresa Warner Bros. Entertainment Company.

Lope Será lançado em quatro capitais brasileiras


Filme dirigido por Andrucha Waddington estreia no Brasil em 4 de março

A Warner Bros. anuncia que São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília serão as primeiras cidades brasileiras a exibir Lope, coprodução entre Espanha e Brasil, dirigida por Andrucha Waddington (Casa de Areia e Eu Tu Eles). Lope levará ao cinema a juventude do espanhol Lope de Vega, um dos maiores dramaturgos e poetas de todos os tempos, autor de obras como Amarílis e La Arcádia.


As filmagens aconteceram na Espanha e no Marrocos. Para interpretar Lope, o escolhido foi o ator argentino Alberto Ammann, vencedor do prêmio Goya por seu desempenho como protagonista de Celda 211, de Daniel Monzón. No elenco principal estão ainda as atrizes espanholas Pilar López de Ayala (Juana La Loca e Obaba), vencedora dos prêmios Goya e do Festival de San Sebástian, e Leonor Watling (Paris, Te Amo, Fale com Ela e A Mi Madre le Gustan las Mujeres). A convite de Andrucha, Selton Mello e Sonia Braga também integram o elenco principal.


Com a proximidade da data de lançamento, a Warner Bros. disponibilizou em seu site de imprensa 20 fotos inéditas de cenas do filme. O material pode ser acessado através do endereço http://mediapass.warnerbros.com


Lope será distribuído nacionalmente pela Warner Bros. Pictures, que também coproduz o filme, em parceria com a Conspiração Filmes, El Toro Pictures, Ikiru Films, Antena 3 Films, Telefónica e em associação com Teleimage, Intereconomica Corporación e Wild Bunch. O filme chega aos cinemas brasileiros em 4 de março.

DIVAS - ARTE DE ARMAR, ARTE DE AMAR


A partir de 7 de fevereiro no Espaço Cultural Citi da Avenida Paulista


Vênus de Milo se transforma em Marilyn Monroe, o pop de Lichtenstein encontra o pavor de Hitchcock, Shirley Temple é uma das meninas de Velázquez. É nesse ambiente de sonhos das artes, povoado por imagens de mitos femininos, que se desenvolve o trabalho do pintorNeto Sansone. As nove amplas telas, 1,50m x 3m, trabalhadas com tinta acrílica, que mostrará em Divas – Arte de Armar, Arte de Amar, com curadoria de Jacob Klintowitz, exploram as semelhanças entre os mundos das artes plásticas e do cinema.


O paulistano Neto Sansone é artista plástico, publicitário e editor com atuação no mercado das publicações segmentadas. Duas mostras realizadas anteriormente em São Paulo, no MuBE e na Cultural Blue Life, abordavam o mesmo tema: o das Divas absolutamente distintas que convivem em perfeita harmonia em um novo universo, o das telas de Sansone. Nelas, lado a lado, surgem a Maja Desnuda de Goya & Kate Winslet de Titanic; as já citadas Vênus de Milo & Marilyn Monroe, a loira de Roy Lichtenstein & Janet Leigh em Psicose; As Meninas de Velázquez & Shirley Temple; o cubismo de Picasso & a incrivelmente cubista Rossy de Palma, a atriz de Almodovar, entre outras.


A exposição Divas – Arte de Armar, Arte de Amar vai ocupar o Espaço Cultural Citi, a galeria de arte da Avenida Paulista, entre 7 de fevereiro e 25 de março.


O Espaço Cultural Citi é uma galeria pública visitada mensalmente por cerca de 50 mil pessoas que trafegam pela Avenida Paulista e região. O espaço mantém a sua vocação de mostrar obras de arte no centro vital de São Paulo. Desde 2005, passaram por ali as obras de nomes consagrados, como Rubens Gerchman, Luiz Paulo Baravelli, Gregório Gruber, Romero Britto, Newton Mesquita, Odetto Guersoni, Ivald Granato, Takashi Fukushima, Caciporé Torres, Sérgio Lucena, Antonio Peticov, Maurício de Sousa, Claudio Tozzi, Marcello Nitsche, Odilla Mestriner, Aldemir Martins e Shoko Suzuki, além de jovens que se firmam como Luciana Maas, Maurício Parra, Carola Trimano e Manu Maltez.


O Espaço Cultural Citi (Av. Paulista, 1111, térreo, fone 11.4009.3000) fica aberto para visitação de segunda a sexta-feira, das 9 às 19 horas; aos sábados, domingos e feriados, das 10 às 17 horas. Acesso a pessoas com deficiência física pela Alameda Santos, 1146. A entrada é gratuita.

Mais informações sobre o CitiBrasil em www.citi.com.br / flickr.com/CitiBrasil e no Twitter @CitiBrasil


Divas. Jogo de armar, jogo de amar, por Jacob Klintowitz

Alguns artistas são movidos pelo desejo de guardar para sempre um raio de luz. Neto Sansone constrói, de maneira permanente, a memória de sua emoção e utiliza para isto a sombra da mulher amada com a qual nunca esteve, mas que sempre esteve nele como modelo no plano das idéias perfeitas. O que o move senão a vontade de ter nas mãos um pouco do sol e, diante dos olhos, o desenho que adivinhou no espelho embaçado da água?


O que impressiona, antes de tudo, em Neto Sansone é ele organizar duas memórias ficcionais, uma feita de luminosidade no escuro, outra feita de ícones de uma geografia psíquica. Sempre a presença do feminino, corporificado em imagens conhecidas e distantes, polaridades reiteradas. Primeiro, a mulher na projeção cinematográfica, heroína sutilizada, protótipo de emoções e aventuras, idealizada, imaterial e remetida à nossa imaginação.


E, se a primeira das figuras femininas é feita de sonho e imaterialidade, a segunda figura, retirada da história da arte e da ação de artistas seminais, é feita de pura materialidade, pois a pintura é concretitude. Na pintura, antes do feminino, temos a própria pintura, com as suas exigências formais, a sua filiação sensível, o significativo percurso do pintor, a resposta à determinadas questões de época.


É provável que para Neto Sansone, a junção destas duas formas de significação, antípodas em princípio, se torne uma única forma, feita de sonho e peso, vôo sideral e gravidade. É esta junção, do retrato luminoso ao peso autoral, que organiza o diálogo do artista Neto Sansone com a sua história pessoal, a de homem contemporâneo e visitante da história da arte.


Neto Sansone despe os seus personagens das cores originais, a carnalidade cinematográfica e o cromatismo pictórico. E os pinta em cinzas, pretos e brancos, tornando-os seus e habitantes de seu sonho. E os coloca lado a lado, em relações que podemos adivinhar, por vezes, ou conservam o seu enigma.


Uma mulher feita de projeção, outra mulher fixada em óleo sobre tela. Primeiro, as mulheres dos filmes, pura luz e movimento. Depois, as mulheres nas simbólicas e estáticas pinturas. Tanto num caso, quanto no outro, Sansone retira a cor, o histórico do trabalho referente, e o transforma no seu universo de sombras, luzes e ficção. Ele sugere que se trata de construção, jogo de armar, jogo de amar.

Ultima Postagem

Stock Car anuncia temporada 2022 com 12 etapas

Próximo campeonato terá início em fevereiro, encerramento em novembro e a  volta da badalada Corrida de Duplas As datas de realização das do...