quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Rafael Cortez e Pedra Letícia se apresentam no Teatro Bradesco




Show “MDB - Música Divertida Brasileira” conta com clássicos cômicos da música popular brasileira

Quem ficar em São Paulo no próximo feriado, 2 de novembro, vai poder se divertir com o show “MDB” (Música Divertida Brasileira), de Rafael Cortez e a turma do Pedra Letícia. Eles vão invadir o palco do Teatro Bradesco, no Shopping Bourbon, às 21h, para cantar canções divertidas da música popular brasileira que fizeram sucesso entre as décadas de 1920 e 1980.

O projeto nasceu da cabeça inquieta do jornalista, comediante, compositor, músico, mas que prefere ser chamado de produtor de conteúdo, Rafael Cortez. “Em 2013, eu estava na geladeira da Rede Record, recebia salário, mas tinha tempo livre. Não é muito o meu perfil, gosto de trabalhar. Comecei a arrastar mais minhas viagens, conhecer mais as cidades, procurar algo para fazer. Um dia, caminhando na esteira, na academia, estava rolando ‘Peba na Pimenta’ do compositor João do Vale. É um baião maravilhoso! Aí tive esse insight! A MPB tem tanta coisa engraçada que deveria ser Música Divertida Brasileira (MDB). Parei o treino e corri para casa! ”, conta Cortez, que no mesmo dia começou a pesquisar mais músicas com temas divertidos para compor o repertório do seu projeto.

Acostumado a subir aos palcos sozinho, com o MDB foi diferente. Cortez quis uma banda para trazer ainda mais alegria ao palco. A princípio, a escolha dos músicos seria feita por audições, mas a indicação da banda Pedra Letícia veio de seu então empresário Ítalo Gusso. “No começo eu achei que eles não aceitariam. Mas rolou e eu fiquei muito feliz! ”, conta o músico.

Fabiano Cambota, líder da banda Pedra Letícia, conta que aceitou o convite de Cortez porque a banda se apaixonou pelo projeto. “A gente adorou essa ideia de resgatar músicas da história do Brasil e também porque o Rafa é um grande amigo e um grande músico. E a gente funciona muito bem junto, no palco. O balanço dessa parceria é muito positivo! ”.

Um repertório escolhido a dedo

Cortez conta que escolher as músicas não foi um trabalho difícil. “O Cambota veio até minha casa e começamos a ouvir muitas coisas. Eu mostrava algumas coisas que ele não conhecia e ele também me apresentou canções que nunca tinha escutado. Não demorou até que decidíssemos ir para as cabeças e começamos a ensaiar.”. 

Ao contrário do que fazem muitos artistas, o MDB teve primeiro seu show, em abril de 2014 e só em agosto de 2016 lançou seu primeiro álbum. “Foi um processo muito legal, que dá muita saudade. A seleção, os ensaios, as gravações. Foi tudo muito apaixonante, porque foi colaborativo. Todo mundo opinava, foi divertido e humanizado. ”, conta Cortez.

Unindo gerações

Rafael Cortez conta que quando o assunto é comédia, a coisa fica séria, sim. Ele explica que o MDB é o primeiro projeto formado por uma banda de humoristas a resgatar músicas engraçadas, que foram compostas ao longo do século 20. “É um formato que agrada as velhas e novas gerações. O pessoal mais velho curte o show porque conhece as letras, sabe cantar, tem aquele quê de nostalgia. A garotada curte por conta das novas versões, as músicas têm roupagens mais pops e dançantes. Um baião pode virar um rock, um samba-canção se torna um pop, uma marcha-rancho vira um blues. ”, conta orgulhoso de seu projeto.

Rafael Cortez estuda violão desde os 17 anos e acompanhado dos músicos da Pedra Letícia que tem mais de uma década de história, o MDB tomou a liberdade de dar uma nova linguagem às canções de grandes compositores, como Tom Jobim, Chico Buarque, Adoniran Barbosa, João do Vale e Jorge Bem. “A gente tomou essa liberdade, mas com o máximo cuidado para não deturpar nenhuma das músicas e com o mais profundo respeito e admiração por todos esses artistas”, completa.

O sucesso das releituras feitas por Cortez e a banda Pedra Letícia é tanto, que ele já pensa em um próximo álbum. “Já tenho algumas canções separadas. Só preciso conciliar com outros projetos, a TV, o Youtube, mas é um projeto do qual me orgulho muito”.

Serviço

MDB - Música Divertida Brasileira

Data: 2 de Novembro de 2017

Horário: 21h

Local: Teatro Bradesco - Shopping Bourbon

Endereço: R. Palestra, 500 - Loja 263, 3º Piso - Perdizes - São Paulo.

Ingressos: De R$50 a R$100 

Nenhum comentário:

Postar um comentário