Choque Cultural encerra 2011 apresentando obras de Chivitz, Minhau e João Lelo



A partir deste mês, a galeria muda seu horário de atendimento: terça-feira a sábado, das 13h às 20h

A exposição “Ambíguo” é a nova individual de Chivitz que fica em cartaz na Galeria Choque Cultural de 03 a 23 de dezembro. Minhau expõe pela primeira vez na Choque durante o mesmo período, sob o título de Time da Cor. A galeria prepara também uma "sala especial" com o carioca João Lelo apresentando a instalação A Escolha do Estandarte, inspirada na estética momesca.

Ambíguo
Nessa mostra, Chivitz transforma a galeria numa instalação única como um penetrável e propõe ao público a experiência de "entrar em sua obra". O artista trabalha várias mídias que compõem um corpo de trabalho de muita diversidade: instalação, fotografia, vídeo, pintura sobre tela e sobre madeira, além do muralismo (o artista assina a fachada da galeria também). “O espectador verá bastante de meus personagens e letras nas telas que, por conta dessa proposta de ambiguidade, pode dar margem a diversas interpretações”, adianta Chivitz.

A pesquisa de Chivitz é baseada nas novas linguagens associadas às gerações pós internet: graffiti, tatuagem, cartoon, vídeoclipe etc. Dessa pesquisa, resulta uma experiência visual e comunicativa que dialoga com um público amplo, de adolescentes ao público especializado em arte contemporânea.

Serão expostas 14 pinturas, entre telas em canvas e madeira, todas em larga escala (1,5 x 1,50 m; 2 x 2 m; 1,50 x 2,50 m). Chivitz usa bastante pintura automotiva mesclada a técnicas do graffiti. Durante cerca de sete dias, Chivitz permanecerá na galeria, pintando todas as paredes e também a fachada.

Time da Cor
Minhau, companheira de Chivitz e também artista plástica, mostrará seis esculturas feitas em fibra de vidro, pintadas em spray e finalizadas com verniz automotivo. Minhau já vem trabalhando com grafitti há alguns anos, mas desde a SP-Arte 2011 mostra sua imersão pelas possibilidades da obra escultórica, resultado de um aprendizado que se iniciou dois anos atrás.

Ela conta que testa muito antes de chegar ao resultado final e que está experimentando trabalhar com isopor, além de laminar com fibra de vidro/ resina e que leva cerca de dois meses para conceber uma escultura. “O improviso de pintar na rua se assemelha muito com a elaboração das esculturas. Estou me surpreendendo com o resultado de cada peça”, revela animada.

A Escolha do Estandarte
Em A Escolha do Estandarte, João Lelo apresenta uma série de estandartes que faz parte de seu projeto Bloco na Rua, inspirado em várias festividades populares e em especial no carnaval de rua do Rio de Janeiro, sua cidade natal. Segundo Lelo, a idéia é produzir, no futuro e em etapas separadas, outras peças como fantasias e um carro de som/ carro alegórico que serão usados em uma performance de rua no estilo de um desfile/ parada que poderá contar com a participação do público.

Para esta instalação, Lelo produziu cinco estandartes em parceria com a estilista Tati Schmidt, em que cada estandarte é uma variação de cores de um mesmo desenho. Montados em estrutura de madeira em forma de cruz, os estandartes são feitos com aplicações de tecidos criando uma paleta de cor única para cada um. “Não há uma predominância de cores, na verdade é exatamente o oposto. Tentei usar paletas diferentes para variar o máximo possível”, detalha o artista.

Para chegar neste resultado, se debruçou na pesquisa por estandartes e banners em geral, desfiles religiosos e bandeiras medievais, além da estética dos carnavais de rua fluminenses. “Assim, acabei criando um emblema, um escudo para o meu bloco”, conclui.

Chivitz, Minhau e João Lelo @ Choque Cultural
Abertura: 03 de dezembro, das 14h às 19h
Período expositivo: 03 a 23 de dezembro de 2011
Rua João Moura, 997, Pinheiros, São Paulo
Telefone: (11) 3061-4051
www.choquecultural.com.br
galeria@choquecultural.com.br  
Terça-feira a sábado, das 13h às 20h
Grátis/ Livre

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Interior mineiro recebe o passeio off-road Suzuki Day

Condomínio Visniec volta para curta temporada no Viga Espaço Cênico

Moacyr Franco volta aos palcos para comemorar 60 anos de carreira