Pular para o conteúdo principal

Marco Pereira e Paulo Bellinati fazem show no Teatro do Sesc 24 de Maio




Os violonistas se apresentam no lançamento do álbum "Xodós" 

O encontro entre os amigos violonistas Marco Pereira e Paulo Bellinati celebra a amizade e parceria musical de longa data com o lançamento de “Xodós” em única apresentação no Teatro do Sesc 24 de Maio. Para o show, as cordas de nylon do violão de Marco Pereira sintonizam com a sonoridade das cordas de aço de Paulo Bellinati. 

“Xodós” traz um repertório composto por arranjos instrumentais de Dominguinhos, Nando Cordel, Anastácia e Dilermando Reis. E, ainda, composições próprias com arranjos que prezam pelo perfeccionismo técnico do violão clássico, sem perder a aproximação harmônica da música popular brasileira. 

A parceria iniciou-se no Conservatório Dramático e Musical do Estado de São Paulo, em curso com o mestre uruguaio Isaías Sávio. Posteriormente, ambos foram para suas carreiras individuais, após os estudos na Europa - Bellinati no Conservatório de Genebra, na Suíça; e Pereira em Paris, com título de mestre em violão clássico. 

Em 1994, ganham o “Prêmio Sharp de Melhor Disco Instrumental” com o trabalho “Bons Encontros”. Em duo ou como solistas, a trajetória dos músicos consolida-se na vida acadêmica e com parcerias, como Zé Eduardo Nazário (Trio Pó de Mico), Instrumental Pau Brasil, Gal Costa. 

Marco Pereira 

Possui o título de “Mestre em Violão Clássico” pela “Université Musicale Internationale de Paris”. Pela “Universidade de Brasília”, criou os cursos de “Violão Superior e Harmonia Funcional”. Professor adjunto no Departamento de Composição da Universidade Federal do Rio de Janeiro, possui algumas publicações literárias, além das discografias, dentre elas “Heitor Villa-Lobos, sua obra para violão” (1984) a qual foi resultado da tese defendida no “Departamento de Musicologia da Universidade de Paris-Sorbonne”. Internacionalmente recebeu dois prêmios, na Espanha: “Concurso Andrés Segóvia” (Palma de Mallorca) e “Concurso Francisco Tárrega” (Valencia). 

Em 1985 e 1987 gravou dois discos: “Violão Popular Brasileiro Contemporâneo” e “Círculo das Cordas”. Em 1988 foi ao “Town Hall”, em Nova York. Na década de 1990, tocou em edições do “Free Jazz Festival”, com o Trio D´Alma (1989), solista (1991), Wagner Tiso (1992) e Edu Lobo (1996). 

Pelo prêmio “Sharp” lhe foi concedido como “Melhor Arranjador de MPB”, em 1993; e “Melhor Solista”, em 1994. 

Gal Costa, Milton Nascimento, Leila Pinheiro, Fátima Guedes, Zizi Possi, Roberto Carlos, Gilberto Gil, Toninho Ferragutti, Zélia Duncan, Cássia Eller, Nelson Gonçalves, Tom Jobim, Rildo Hora, Paulinho da Viola e Luciana Souza são outros nomes que fizeram parte de sua história que permanece vívida. 

Paulo Bellinati 

Após os estudos no Conservatório de Genebra, lecionou no Conservatório de Lausanne, formando pouco tempo depois um grupo de música instrumental brasileira. Foi professor de guitarra no Festival de Inverno de Campo de Jordão. Como compositor e solista na guitarra, uniu-se ao Pau Brasil. 

Em 1988, com a música “Jongo” a qual compôs e gravada por Cristina Azuma, foi premiado pelo Carrefour Mondiale de La Guitare. 

Serviço 

MARCO PEREIRA E PAULO BELLINATI 

Data: 15 de agosto (quarta).
Horário: 21h.
Local: Teatro | 1º subsolo (216 lugares).
Ingressos: R$ 25 (inteira); R$ 12,50 (meia: estudante, servidor de escola pública, + 60 anos, aposentados e pessoas com deficiência); R$ 7,50 (credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes). Ingressos à venda a partir de 7/8, às 12h, no portal sescsp.org.br e 8/8, às 17h30, nas bilheterias das unidades da rede Sesc SP. Venda limitada a 4 ingressos por pessoa.
Duração: 90 minutos.
Classificação etária: Livre. 

SESC 24 DE MAIO 

Rua 24 de Maio, 109, Centro, São Paulo 

Fone: (11) 3350-6300 

Horário de funcionamento da unidade 

Terça a sábado, das 9h às 21h. 

Domingos e feriados, das 9h às 18h. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Interior mineiro recebe o passeio off-road Suzuki Day

Cidade de Gonçalves será palco do encontro dos Suzukeiros
A cidade turística de Gonçalves, no sul do estado de Minas Gerais, será o próximo destino do passeio off-road Suzuki Day, que levará os participantes por belas trilhas em meio à Serra da Mantiqueira. O passeio não tem restrição de idade e foi criado para que os participantes possam provar e testar seus Suzuki no fora-de-estrada.

“Gonçalves tem ficado cada vez mais conhecida pelas belas paisagens e ótimos serviços de hospedagem e gastronomia. Além disso, as trilhas são bem bacanas para o off-road”, adianta Fernando Julianelli, diretor de marketing da Suzuki Veículos.

Projeto Motostory exibe acervo que retrata motociclismo brasileiro

Mostra foi idealizado por Carlãozinho Coachman, um apaixonado por motocicletas
O projeto Motostory ganhou sua primeira mostra aberta ao público como parte do Mobile Photo Festival 2019, que oferece a Exposição São Paulo em Movimento. 

"Quem visitar a exposição poderá conferir o contraste de dois mundos: a fotografia moderna do mobile através do olhar clínico destes grandes fotógrafos, e uma pequena mostra do acervo histórico do Motostory, que retrata quase um século do motociclismo brasileiro", diz Carlãozinho Coachman, seu idealizador.

Mitsubishi Outdoor desbrava as montanhas e cachoeiras de Penedo

Rali de aventura e tarefas irá explorar a Mata Atlântica com diversas atividades culturais e de aventura
Um rali que mistura a experiência off-road com atividades culturais e de aventura. Assim é o Mitsubishi Outdoor, que chega a Penedo, charmosa cidade na divisa dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. A região tem um cardápio repleto de aventuras em meio à paisagens incríveis e o melhor: não há limite de idade, a família toda pode participar e curtir um dia agradável repleto de diversão.

“Estaremos numa das regiões mais belas da Serra da Mantiqueira, próximos à divisa dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. A categoria Fun terá uma prova mais linear e facilitadores de navegação. E o pessoal que for na Extreme poderá esperar atividades mais longas nos PCs de aventura e muito 4x4”, afirma Fernando Gualberto, diretor de prova.