Organização adia largada da regata "The Ocean Race" para 2022




Decisão foi o melhor caminho em um cenário esportivo impactado pela COVID-19

Os organizadores da regata de volta ao mundo The Ocean Race confirmaram que a próxima edição começará em outubro de 2022 em Alicante, na Espanha, e terminará em Gênova, na Itália, em 2023. A mudança foi decidida após um processo de planejamento estratégico e consulta às partes envolvidas no competição, a fim de determinar o melhor caminho em um cenário esportivo impactado pela COVID-19.

''Desde 1973, a Ocean Race tem sido um dos maiores desafios do esporte. As equipes vencedoras mostraram que a preparação adequada é a base do sucesso. Estamos em um momento sem precedentes e nossa principal prioridade é para com todos os afetados pela pandemia do COVID-19. Nossos pensamentos estão hoje com as vítimas e suas famílias'', disse Richard Brisius, presidente da The Ocean Race.

A The Ocean Race estava previamente marcada para largar no ano que vem. As cidades-sede e os patrocinadores anunciados anteriormente continuarão envolvidos na temporada 2022-23, incluindo o Brasil. O município de Itajaí (SC) estará pela quarta temporada consecutiva na lista de stopovers da competição de vela oceânica. 

''A Ocean Race deixou um legado incomensurável na cidade de Itajaí nas últimas três edições. A realização do evento se traduz em crescimento econômico, cultural e esportivo, além de maior conscientização do meio ambiente. Estamos ansiosos para receber novamente a regata em 2023'', contou Volnei Morastoni, prefeito de Itajaí.

Conforme planejado, a The Ocean Race terá as classes VO65 e IMOCA60 na próxima edição. A última competição ocorreu na temporada 2017-18 com o Dongfeng levando o título no final. ''A Ocean Race é importante pra mim e é um dos grandes eventos do calendário de competições de vela. Por isso aplaudo a decisão dos organizadores. Como esporte, nos beneficiamos quando os principais eventos estão no auge e a nova data permitirá que equipes estejam mais bem preparadas na linha de partida em 2022'', explicou o bicampeão olímpico Torben Grael, que foi vencedor da regata como comandante em 2008-09 e atualmente é vice-presidente da World Sailing, a federação internacional da modalidade.

''Como patrocinador fundador do programa de sustentabilidade e parceiro principal da The Ocean Race, apoiamos a decisão de adiar o início por 12 meses em resposta à crise de COVID-19. O impacto dessa pandemia é incalculável. A 11th Hour Racing está comprometida em trabalhar com a The Ocean Race e seus patrocinadores para continuar a ser ágil e se adaptar a esses desafios, com o objetivo de realizar uma regata segura e sustentável em 2022'', explicou Jeremy Pochman, co-fundador e CEO da 11th Hour Racing.

A Volvo Cars, parceira principal da The Ocean Race, ofereceu seu apoio incondicional. “De uma forma ou de outra, estamos envolvidos na The Ocean Race há mais de 20 anos. Sabemos que a Ocean Race é o maior desafio esportivo, atraindo apenas os melhores e nos quais os mais preparados acabam vencendo. Ajustar-se à nova realidade é uma decisão responsável e perspicaz, que permite que os atletas e outras partes se preparem adequadamente'', disse Björn Annwall, líder da equipe de gerenciamento executivo da Volvo Cars.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Interior mineiro recebe o passeio off-road Suzuki Day

Primeira parte da sétima e última aventura da série Harry Potter ganha novos pôrteres

Fortaleza receberá final do Mitsubishi Motorsports Nordeste 2019