28 de outubro de 2022

Na era do 4.0, competitividade e eficiência beneficiam todos os elos da cadeia produtiva




É possível apoiar toda a cadeia produtiva com o uso de Regimes Especiais utilizando-se de uma gestão integrada

Gustavo Felizardo*

O avanço do uso da tecnologia pela sociedade tem apresentado impactos positivos em todo o mundo, e um bom exemplo dessa nova realidade ficou mais evidente com o início da pandemia da Covid-19, quando mudamos a maneira como trabalhamos, pagamos contas, pedimos comida, nos comunicamos etc.


IA – Inteligência Artificial, Internet das Coisas, Robótica, Nuvem, SaaS – Software as a Service integrada, ERP – Enterprise Resource Planning entre outros, são termos que fazem parte do cotidiano de todos nós. As transformações que chegaram com esse conjunto de inovações estão relacionadas ao uso e criação de novas tecnologias, que mudaram a forma como a sociedade se comporta. Para as empresas não é diferente e a Indústria 4.0, o ComEx 4.0 e a Cadeia de Suprimentos 4.0. ganharam papel fundamental na modernização dos negócios.

O termo Indústria 4.0 surgiu pela primeira vez em 2011 na Feira Hannover Messe, a principal feira do mundo para a tecnologia industrial, e se referia a um projeto de estratégias com foco em soluções tecnológicas, elaborado pelo governo alemão.

A ideia principal estava focada na conquista de produtividade com redução de custos e foco no cliente. A tecnologia entra fornecendo dados, com informações que são geradas em sistemas de controle que contribuem para tomadas de decisão mais ágeis e assertivas.

O ComEx 4.0 trouxe uma nova realidade para empresas multinacionais e nacionais que possuem negócios com outros mercados fora do País. Ele deixou para trás procedimentos antiquados e burocráticos. Um bom exemplo disso está na implementação do novo processo de importação pela RFB – Receita Federal do Brasil.

Com o ComEx 4.0 há mais agilidade e organização das atividades, o que no comércio internacional traz redução de custos e aperfeiçoamento do fluxo de trabalho. A Becomex conta com as melhores ferramentas estratégicas em OEA – Operador Econômico Autorizado para atingir a redução de custos logísticos, estreitar o relacionamento com a RFB e alcançar alto nível de compliance para atender exigências internacionais.

A Cadeia de Suprimentos 4.0. contribui na outra ponta junto aos diferentes elos da cadeia que precisam trabalhar de maneira integrada, trocando informações em tempo real. Afinal, nesse cenário da Indústria 4.0 e do ComEx 4.0 de alta competitividade e máxima eficiência, são necessárias decisões rápidas e integradas.

A Cadeia de Suprimentos 4.0 faz uso estratégico de dados, automação e soluções inovadoras para dar às empresas condições de atuar de forma precisa, tomando como base exatas demandas de consumo, o que impacta de forma positiva a relação entre varejo, indústria e distribuidores.

O aumento nos custos da cadeia logística impactou significativamente o comércio exterior, principalmente após o início da pandemia em 2020. A Becomex pode apoiar toda a cadeia produtiva com o uso de Regimes Especiais utilizando-se de uma gestão integrada.

É necessário ampliar a visão “simples” entre cliente/fornecedor, pois quando toda a cadeia produtiva é integrada é possível aumentar a competitividade e otimizar o fluxo de caixa.

*Gustavo Felizardo, Diretor de Value Proposition da Becomex

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ultima Postagem

Ford oferece espaço, conforto e preço com o Territory Titanium 2024

SUV global chega ao Brasil com versão única e motor turbo a partir de R$ 209.990,00 Texto:  Sérgio Dias Fotos: Sérgio Dias Desde que deixou ...