25 de novembro de 2022

Produção, licenciamento e exportação são os destaques da indústria automobilística em 2022




Expectativa do segmento é que no último bimestre sejam alcançadas vendas de 2,14 milhões, com crescimento estimado de 1%

Marcos Gonzalez*

A indústria automobilística segue em ritmo de crescimento de acordo com os números apresentados pela ANFAVEA - Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores. Nos resultados do mês de outubro, os destaques ficaram para os números de produção, licenciamento e exportação, que cresceram de forma consistente em comparação com o mesmo mês do ano passado.

Os resultados podiam ser melhores, pois em razão das manifestações que fecharam estradas País afora no dia 31 de outubro, tivemos um dia útil a menos. “O ritmo diário de vendas vinha mantendo viés de alta, mas foi interrompido por conta das manifestações do último dia do mês, o que afetou todos os indicadores. Sem essa questão, a média diária ficaria em torno de 9,5 mil unidades, mas ficou em 9 mil, um pouco abaixo dos 9,2 mil de setembro”, explicou o executivo.

Embora no acumulado do ano o mercado esteja abaixo 3,2% em relação ao ano de 2021, a expectativa do segmento é que no último bimestre sejam alcançadas vendas de 2,14 milhões, com crescimento estimado de 1%.

No caso da produção, o volume até outubro de 1,96 milhão de unidades já supera em 7,1% os dez primeiros meses de 2021. Em outubro foram produzidas 206 mil unidades, alta de 15,1% sobre outubro do ano passado e leve queda de 0,8% em relação a setembro – importante lembrar que tivemos algumas paralisações de fábrica por falta de componentes, além de paradas no dia 31 por conta de bloqueios em estradas.

As exportações seguem com excelentes resultados, pois apenas no mês de outubro tivemos 42,8 mil unidades exportadas, volume quase 50% superior ao que saiu do País em setembro deste ano e em outubro do ano anterior. No acumulado dos dez primeiros meses, as 406 mil unidades embarcadas representam alta de 32,4% sobre o mesmo período de 2021.

No segmento de veículos comerciais fica a expectativa para o balanço mensal de novembro, quando teremos o resultado consolidado considerando a FENATRAN, maior feira de caminhões e transportes da América Latina. Em outubro os números de caminhões registraram aumento de produção e leve queda de emplacamentos em outubro.

“Além da empolgação de todos com a volta das exposições presenciais, a FENATRAN 2022 é um marco em termos de avanços tecnológicos de todos os tipos. Dentre eles, destaco a conectividade dos nossos caminhões, potencializada pela chegada do 5G ao Brasil, e principalmente a busca da descarbonização, através dos caminhões elétricos, movidos a gás e biocombustíveis, assim como os moderníssimos motores compatíveis com a norma Proconve P8, equivalente ao Euro 6”, finaliza o presidente da Anfavea.

Com todos esses indicadores, a previsão é que o ano de 2022 terá como destaques os resultados de produção, licenciamento e exportação, que se não fossem fatores externos, como logísticos e falta de componentes, colocaria a indústria automobilística numa posição de ainda mais sucesso.

*Marcos Gonzalez é o diretor responsável pelo segmento automotivo da Becomex. Formado em Engenharia, com pós-graduação em Administração e MBA em Gestão Fiscal e Tributária, o executivo acumula mais de 35 anos de experiência profissional em empresas do setor automotivo. Gonzalez tem sólida carreira desenvolvida em empresas multinacionais com forte experiência na prospecção e desenvolvimento de novos negócios e habilidade multicultural adquirida no desenvolvimento de atividades comerciais junto a clientes no exterior.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ultima Postagem

Omoda 5 EV vai ampliar a oferta de veículos eletrificados no Brasil

Modelo terá versões elétrica e híbrida, com preço na faixa do Toyota Corolla Cross Texto:  Sérgio Dias Fotos: Sérgio Dias Um modelo inédito ...