Mostrando postagens com marcador 21ª Bienal Internacional do Livro. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador 21ª Bienal Internacional do Livro. Mostrar todas as postagens

12 de agosto de 2010

Lançamento espírita "A Marca da Besta"acontece hoje na Bienal do Livro


Será lançada hoje, 12/08, na 21ª edição da Bienal do Livro, a partir das 19hs, no Auditório Espaço das Orquídeas (Rua O), a obra “A Marca da Besta”, da Casa dos Espíritos Editora, livro que completa a trilogia O Reino das Sombras, escrito pelas mãos de Robson Pinheiro e de autoria do espírito do escritor e ex-jornalista Ângelo Inácio.

Neste terceiro volume, o autor espiritual aborda questões polêmicas, fala sobre as catástrofes ambientais como terremotos e tsunamis e a ligação dos Bilderbergs, da Comissão Trilateral, dos Iluminatti e dos poderosos Rotchildes com os poderes ocultos que patrocinam seus atos e iniciativas no mundo. Os espíritos de personagens como Júlio Verne, Dante Alighieri, William Voltz e o médico e físico alemão Joseph Gleber também participam ativamente da história.

O lançamento, escrito em forma de romance, é uma espécie de entrevista onde Ângelo Inácio apresenta com exclusividade os planos do primeiro escalão das sombras e de seus seguidores mais próximos, também conhecidos no Novo Testamento como os sete dragões, para manipular os homens e suas organizações e promover o caos na Terra.

Mesmo antes do lançamento, a obra já vendeu mais de 14 mil exemplares em pré-venda. Os dois primeiros livros, “Legião” e “Senhores da Escuridão”, juntos venderam mais de 100 mil cópias.

Serviço

Local: Pavilhão Anhembi - 21ª Bienal Internacional do livro de SP
Auditório Espaço das Orquídeas (Rua O)
Data: Hoje, 12/08
19h - Receptivo dos convidados
20:15h - Breve apresentação do autor Robson Pinheiro e do editor Leonardo Möller
21h - Entrega de cortesias
Agenda de Autógrafos na Bienal:
O médium Robson Pinheiro estará presente na Bienal, no estande da ADELER (Rua E20/F21), para autografar o livro “A Marca da Besta”, nos dias:

Finais de semana:
13/08 - sexta (autógrafos ás 15h e 19h)
15/08 - domingo (autógrafos ás 11h e 15h)
21/08 - sábado (autógrafos ás 11h, 15h e 19h)
22/08 - domingo (autógrafos ás 11h e 15h)

Durante a semana:
17, 18, 19 de agosto - (autógrafos ás 15h e 19h)*
*Dia 19/08 apenas às 15hs
Nos dias 19/08 (quinta às 19hs) e 21/08 (sábado às 17hs), Robson Pinheiro fará desenhos mediúnicos no estande Cia dos Livros (Rua D 40).

11 de agosto de 2010

Bienal do Livro de São Paulo terceiro maior evento editorial do mundo


A 21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, maior evento do gênero nas Américas e o terceiro maior do mundo (atrás apenas da Feira do Livro de Frankfurt-Alemanha e da Feira Internacional do Livro de Turim - Itália), contará com a participação de autores e personalidades. A feira também terá alguns estandes de origem estrangeira empresas, assim como lançamentos de publicações de autores de diversos países. Desta forma, o evento justifica, de fato, a qualificação internacional que traz em seu nome oficial.

Por exemplo, com tamanha pujança e abrangência, a atual edição do evento terá estandes representando os seguintes países: Japão (Consulado Geral do Japão em São Paulo); países islâmicos (Centro Islâmico no Brasil); México (pela editora Fondo de Cultura Económica – da Cidade do México); China (pela empresa Allied Fortune - de Pequim); Alemanha (Feria do Livro de Frankfurt); Portugal (Livraria Camões - de Lisboa); Canadá (entidade Livres Canadá Books - de Ottawa); e Espanha (Federação dos Grêmios de Editores da Espanha - de Madri).

Dentro de sua programação cultural oficial, o Salão de Ideias trará os seguintes convidados estrangeiros: a iraniana Azar Nafisi (de "Lendo Lolita em Teerã"); o biógrafo norte-americano de Clarice Lispector, Benjamin Moser ("Clarice,"); o britânico Conn Iggulden (da série juvenil "O Imperador"); o canadense Dacre Stoker ("Drácula, o morto-vivo"); o português João Marques Lopes ("Saramago: Biografia"); o irlandês John Boyne ("O menino do pijama listrado"); o angolano José Eduardo Agualusa ("As mulheres do meu pai"); o norueguês Jostein Gaarder ("O mundo de Sofia"); o moçambicano Mia Couto ("Antes de nascer o mundo"); o cineasta português Miguel Gonçalves Mendes (diretor do documentário, ainda inédito, "José e Pilar") que acompanhou os últimos anos de vida de José Saramago; o angolano Ondjaki ("Quantas madrugadas tem a noite); e o moçambicano Rogério Manjate ("O coelho que fugiu da história").

Já a atividade "Cozinhando com Palavras" contará com a participação dos chefs Chakall (Argentina), Vitor Sobral (Portugal) e Claude Troisgos, Laurent Suadeau, Emmanuel Bassoleil (França, estes três radicados no Brasil), além da autora e professora Isabel Maria Ribeiro Mendes Drumond Braga (Portugal).

O Fórum Internacional do Livro Digital, que integra a programação oficial da Bienal do Livro, contará com a participação de Mike Shatzkin (EUA) e de John B. Thompson (Reino Unido).

José Albano lança o Manual do Viajante Solitário na Bienal do Livro em SP


O fotografo e motociclista José Albano lança seu livro Manual Do Viajante Solitário, patrocinado pelo Banco do Nordeste do Brasil (BNB), no dia 14 de agosto (domingo), às 18 horas, no estande da Livraria Saraiva, na 21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo. E no Dia Mundial da Fotografia (próximo dia 19, quinta-feira), às 19h, o livro será lançado em Fortaleza, no Centro Cultural Banco do Nordeste.

O autor procura desmistificar as viagens de moto, o perigo que a ela é atribuída e, assim, reduzir o medo e a ansiedade ligada ao uso da moto nas estradas. “É mais perigoso usar a motocicleta na cidade do que na estrada”, comenta. “Quero dar a boa notícia de como tenho me dado bem com o meu estilo despojado de viajar”, diz o autor no prefácio intitulado “Moto de viagem?”.

Outro mito que José Albano põe na mesa é a moto ideal. “A melhor moto para viajar é a pequena, a comum, pois ela é mais barata, mais econômica, mais leve e tem mecânico e peça em qualquer lugar”, justifica. “E tem outra vantagem, a moto pequena corre pouco, então é menos perigosa”, continua.

Manual Do Viajante Solitário não é uma narrativa de viagens. O autor não visa contar nada, mas dar dicas para motoqueiros e, para isso, cita fatos que aconteceram em mais de 20 anos nas estradas sobre duas rodas. É um manual prático, onde instiga o motociclista a viajar.

O livro é dividido em capítulos que proporcionam uma espécie de diálogo com o leitor. São questões, como “Por que uma 125cc?”, “E as viagens?”, “E o desconforto?”, “E o medo?”, “E a manutenção?”, “E os perigos?”, entre outras perguntas que levam o leitor às linhas seguintes, para saber as resposta de José Albano, que são apresentadas em uma linguagem coloquial, como uma boa conversa entre motociclistas.

Serviço

Manual do Viajante Solitário – Rodando de 125cc nas estradas do Brasil (José Albano. Terra da Luz Editorial, 2010. 112p)
Lançamento em São Paulo: dia 14 de agosto (domingo), às 18h, no estande da Saraiva(D12/D11), na 21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo (Anhembi), com a presença do autor. Em Fortaleza: no Dia Mundial da Fotografia (dia 19 de agosto, quinta-feira), às 19h, no Centro Cultural Banco do Nordeste (Rua Floriano Peixoto, 941 – Centro), também com a presença do autor.

Informações:

www.manualdoviajantesolitario.wordpress.com

www.terradaluzeditorial.com.br

Ultima Postagem

Pressão alta tem aumento de incidência entre mais jovens e idosos

Especialista alerta que doença é silenciosa e destaca a importância da medição da pressão regularmente De acordo com dados do Ministério da ...