7 de dezembro de 2010

Discovery Channel conta o sequestro de Ingrid Betancourt pela perspectiva de seus protagonistas


Vida dos seqüestrados na selva e a luta das famílias para o resgate são reconstituídos por meio de entrevistas exclusivas, incluindo a da própria Ingrid e a do comandante da guerrilha Martín Sombra

No domingo, 12 de dezembro, às 21h, o Discovery Channel apresenta um documentário com valor histórico que traz o registro exclusivo do primeiro depoimento de Ingrid Betancourt sobre o seu seqüestro, com a exibição de INGRID BETANCOURT: SEIS ANOS NA SELVA. Com uma hora e meia de duração e exibido no bloco “Discovery Apresenta”, o documentário traz declarações da ex-candidata à presidência da Colômbia e de alguns dos seus companheiros de cativeiro, entre eles estão a sua companheira de chapa Clara Rojas, o ex-senador Luis Eládio Pérez e o norte-americano Marc Gonsalves. Martín Sombra, responsável pelo acampamento onde ficaram presos a ex-candidata e seus companheiros, também fala às câmeras do canal.

Realizada pelas produtoras Ronachan Films (Inglaterra) e Pumpernickel Films (França), em associação com a e-NNOVVA e a RCN TV da Colômbia, a produção vai além de um relato das experiências da ex-candidata no cativeiro ao apresentar entrevistas, reconstituições e imagens de arquivo raras.

O documentário expõe a chocante realidade de milhares de vítimas de sequestro na Colômbia, mostrando detalhes de sua vida na selva, seus sentimentos e as difíceis decisões que são obrigados a escolher para preservarem suas vidas.

A história começa no dia 23 de fevereiro de 2002, quando Ingrid Betancourt e Clara Rojas são seqüestradas pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC). Desafiando as advertências das autoridades e do exército, a então candidata à presidência e sua equipe viajam para San Vicente del Caguán (no sul da Colômbia) na esperança de atrair a guerrilha para a mesa de negociações, dando força a sua campanha presidencial. Mas o otimismo com que a candidata e seus assessores termina quando percebem que se transformaram, junto com outros políticos de alto nível, em peças de troca no conflito armado que domina o país.

Nesse contexto, INGRID BETANCOURT: SEIS ANOS NA SELVA, registra sob uma perspectiva única a tragédia dos seqüestros, sua rotina em meio à selva amazônica e as reações frente a acontecimentos inesperados, como a gravidez de Clara Rojas e o nascimento de seu filho Emmanuel. A maneira com que cada um deles enfrenta a convivência com os companheiros e guerrilheiros e o fracasso das numerosas tentativas de fuga também são focos na produção.

A situação vivida pelas famílias das vítimas, seu desespero diante do passar do tempo e a luta para manter a causa dos sequestrados na agenda do governo também são reconstituídos com verossimilhança.

INGRID BETANCOURT: SEIS ANOS NA SELVA foi dirigido por Angus Macqueen, da Ronachan Films, experiente documentarista que foi também o produtor do filme, junto com Christopher Jorg, da Pumpernickel Films. As entrevistas para o documentário foram feitas entre março e junho de 2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ultima Postagem

A difícil decisão pela eutanásia de um pet

Procedimento representa um modo humanitário de matar o animal sem dor e com mínimo estresse Texto: Sérgio Dias Fotos: Pixabay Na coluna dess...