28 de fevereiro de 2011

Ana Luisa Lacombe, atriz premiada, chega a Guarulhos com dois espetáculos infantis



Ana Luisa Lacombe faz 30 anos de carreira e chega à cidade com espetáculos premiados

Em março de 2011, nos dias 12 (sábado) e 27 (domingo), serão apresentados no TEATRO PADRE BENTO, dois espetáculos da premiada atriz Ana Luisa Lacombe: Fábulas de Ésopo e Lendas da Natureza. As peças fazem parte do projeto Trilogia Faz e Conta em comemoração aos 30 anos de carreira da atriz, celebrados no ano passado com uma temporada de seis meses no Teatro Tucarena, em São Paulo.

Lacombe sobe ao palco no dia 12 de março para encenar Fábulas de Esopo (2003), narrativa elogiada pelos críticos de teatro infantil em São Paulo pela singularidade e simplicidade ao tratar de fábulas escritas supostamente há mais de dois mil e quinhentos anos de uma forma inteligente, divertida e lúdica. “Fábulas...” tem uma personagem andarilha, contadora de histórias, que vive a vagar pelo mundo munida de sua violinha. Em suas andanças, utiliza todo tipo de material (caixas, garrafas, grampos, pedaços de pano, barbante) para criar os personagens das histórias Queixa do Pavão, O Leão e o Mosquito e O Ratinho do Campo e o Ratinho da Cidade.

Dia 27 de março de 2011, domingo, a atriz apresenta Lendas da Natureza, e faz um mergulho no universo da floresta para contar lendas indígenas que falam dos mitos e das forças da natureza. A encenação é feita com adereços que misturam elementos naturais (sementes, palha e folhas), com lixo reaproveitável (tampinhas, latas e garrafas).


No espetáculo estão dois personagens do folclore nacional, Curupira e Boiúna. Curupira, um ser lendário bastante comum na Amazônia, é descrito como um menino de estatura baixa, cabelos cor de fogo e pés com calcanhares para frente que confundem os caçadores. A Boiúna tem vários nomes: Cobra d'Água, Cobra Grande, Cobra Preta, Cobra Maria, Boitatá, Mboitatá, Mãe d'Água, Mãe do Rio. Dizem que ela é uma cobra enorme, de chifres pontudos e com olhos de fogo, que faz a gente tremer de medo. Ela vive no fundo dos rios, mas se alguém maltrata a natureza, a Boiúna espera a noite chegar e sai do rio, sobe as cachoeiras e pode se transformar num barco todo iluminado, para atrair as pessoas e levá-las para o fundo do rio.

Serviço
Local: TEATRO PADRE BENTO - Rua Francisco Foot, 03 Jd. Tranquilidade – Guarulhos/SP Telefone: 11 2229 5043 (a bilheteria abre duas horas antes do espetáculo)
Capacidade: 357 lugares
Temporada: Dia 12 (SÁBADO) e 27 de março (DOMINGO), 16 horas
Ingressos: R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ultima Postagem

25 de maio é comemorado o "Dia do Orgulho Geek"

Celebração global da cultura nerd m arca lançamento de obras ícones como Star Wars, Guerra nas Estrelas e Guia do Mochileiro das Galáxias Em...