31 de março de 2011

Kaballah & Orbital abre a temporada de festivais de música eletrônica de 2011


Em abril, o Brasil ganha reforço na cena da música eletrônica, trazendo artistas como Boys Noize, Mason, Vitalic e Popof

Com quase uma década de expertise e sucesso, as marcas Kaballah e Orbital se encontram novamente e comemoram a ‘união que deu certo’, em um grande festival de música eletrônica. A 2ª edição da Kaballah & Orbital abre a temporada de festivais de música eletrônica de 2011, no dia 02 de abril, na Arena Maeda, em Itu-SP. Em 400 mil m², receberá artistas renomados da cena, em três diferentes palcos, sendo um deles realizado por um convidado especial, o aclamado club paulistano D-edge.

Esperados pelos amantes da música eletrônica, Boys Noize, Popof, e Vitalic retornam ao país para se apresentarem no palco principal. Para o D-edge Stage estão confirmados nomes como Oliver Huntemann, o projeto Kings of Swingers, de Renato Ratier e Mau Mau e, pela primeira vez no Brasil, Jesse Rose. A Trance Stage terá, entre muitos convidados, Krome Angels, Pixel e Sub6.

Kaballah & Orbital Main Stage (palco principal):

Vitalic - o talentoso produtor francês apresenta seu live de Electro pela primeira vez no festival. Dono do sucesso “Poney EP” – recorde de vendas do selo DJ Hell até hoje -, Pascal Arbez, seu nome de batismo, tem seus sucessos tocados por gigantes como Richie Hawtin e Laurent Garnier. Um dos headliners da Main Stage, Vitalic promete sucessos como “My friend Dario”, além do forte apelo audiovisual.

Boys Noize – o alemão Alexander Ridha é quem responde pelo projeto Boys Noize e pelo selo homônimo de grande sucesso. Com faixas marcadas por sua originalidade para grandes nomes como Tiga e Depeche Mode, o produtor estourou nas pistas e tem suas gigs concorridas por toda a cena eletrônica mundial.

Popof- o francês retorna ao festival Kaballah & Orbital para mostrar porque é tão idolatrado pelos fãs brasileiros e amantes do minimal, sua especialidade. Com uma apresentação de seu live na Main Stage e um DJ set na D-edge Stage, o produtor carrega em seu case remixes para Moby, Tiga, Depeche Mode e o próprio Vitalic.

Mark Knight – nome que se sobressai na cena da house music, Mark Knight é um DJ e produtor amante de festivais. Na bagagem, traz apresentações em importantes arenas como Global Gathering (festival que roda o mundo há 10 anos) e Dance Valley (Holanda).

Joachim Garraud – Mais um francês que retorna ao festival, o conceituado DJ, produtor e remixer Joachim Garraud vem acompanhado de uma trajetória de sucesso, incluindo presença em estúdio ao lado de David Guetta, Deep Dish e David Bowie.

Mason – Os holandeses Iason Chronis e Coen Berrier formam o duo Mason. Suas produções têm estabelecido bases para o futuro da música eletrônica, desde 2006. Juntando a formação clássica de Iason em violino e a fixação de Coen por sintetizadores antigos, temos como resultado um som imprevisível, melódico e tecnológico, ao mesmo tempo. E não há dúvidas de que o Mason tem o arsenal necessário para bombar qualquer pista de dança no mundo. Headliners do Skol Sensation de 2009, o duo retorna ao Brasil como uma das astrações principais do main stage da Kaballah e Orbital.

E mais: Moguai, Felguk, Electrixx e Ulisses Nunes.

D-Edge Stage (Área VIP):

Oliver Huntemann – O cultuado alemão Olivier é um dos poucos remanescentes da velha guarda da música eletrônica. Começou a carreira nos anos 80 e já fez remixes para grandes artistas como Depeche Mode, Underworld e Chemical Brothers.

Jesse Rose – Pela primeira vez no Brasil, o DJ Jesse Rose traz ao festival sua inusitada mistura de House de Chicago com Techno de Detroit. O novo “peso pesado” da House é dono do selo Made to Play Records e já remixou artistas como Hotchip e Underworld.

Kings of Swingers – Dois grandes DJs da cena eletrônica brasileira se unem num projeto de vanguarda que tem o swing como elemento central. O objetivo principal de Renato Ratier e Mau Mau é fazer dançar contínua e compulsivamente. Eles são os groove gangsters que prometem um espetáculo inédito e inesquecível.

E mais: Diogo Accioly VS Ravene Voluz e Davis.

Trance Stage:

Krome Angels - Dino Psaras, Shanti e Dado são os donos das máscaras cromadas que chamam atenção durante as apresentações do Krome Angels. Misturando electro, breakbeat, techno e house, o trio é garantia de pista cheia.

Sub 6 – Formado pelos irmãos Ohad e Golan Aharoni, o Sub6 produz suas próprias músicas desde 2002. A chegada da dupla a elite do psytrance rompeu padrões e fórmulas consagradas. Com influências de progressive house, techno, punk e rock, eles definiram sua identidade única e se tornaram queridinhos da cena no Brasil.

Pixel – O projeto do israelense Eli Biton Tal, um dos mais respeitados produtores de Psytrance, já rodou o mundo e tornou-se um dos maiores expoentes da nova geração. O diferencial é o fato de Eli não usar grandes ‘parafernálias’ para suas apresentações. Ele acredita que com a tecnologia avançada de hoje, com todos os softwares disponíveis, não importa que equipamento você tenha, mas sim, como você o usa.

Liquid Soul – Tocando trance progressivo desde 1993, o suíço Nicola Capobianco se estabeleceu como um dos maiores nomes da cena progressiva mundial. Lançou tracks de sucesso pelos principais selos e se tornou atração constante nos festivais de música eletrônica pelos quatro cantos do planeta.
E mais: Day.Din, Freq, Krunch, Bizzare Contact, 220V e Mush

Sobre a Kaballah:
Inspirado em grandes festivais internacionais, o empresário Guga Trevisani começou a fazer história com a festa Kaballah. Há oito anos, a primeira edição da festa recebia cerca de 300 pessoas. O festival de música eletrônica tinha foco no então estourado estilo psy-trance e vertentes. Aos poucos, sonoridades com BPM mais baixos ganharam o gosto do público, antes focado no trance psicodélico e progressivo. Tamanha evolução transformou a festa em festival, que já chegou a recebeu 18 mil pessoas.

Sobre a Orbital:
Nasceu em 2002 com uma proposta futurista: unir o verde das fazendas às cores metálicas. A Orbital, representada por Érick Dias, encontrou um ponto comum entre a natureza e a tecnologia – onde o trabalho dos VJs e a estrutura do evento aliavam-se à natureza para um resultado completamente inusitado.

Serviço:
Kabalalh & Orbital – Arena Maeda (Itu – SP)
Rodovia Santos Dumont, Km 18 - itu São Paulo
Informações: (15) 4009.8855

Ingressos:
Main Stage (acesso Kaballah & Orbital Stage e Trance Stage)
2° lote – R$ 75 (até 26/03) / 3° lote – R$ 85 (até 02/04)

D-edge Stage – Área VIP (acesso Kaballah & Orbital Stage, Trance Stage e D-Edge Stage)
2° lote – R$ 115 (até 26/03) / 3° lote – R$ 135 (até 02/04)

Pontos de venda:
www.aloingressos.com.br / www.obaobaingressos.com.br / www.ingressonaweb.com.br
Em São Paulo: Óticas Carol, Thelles E-Music (galeria ouro fino), Club D-edge, Central do surf, Music Shop.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ultima Postagem

Omoda 5 EV vai ampliar a oferta de veículos eletrificados no Brasil

Modelo terá versões elétrica e híbrida, com preço na faixa do Toyota Corolla Cross Texto:  Sérgio Dias Fotos: Sérgio Dias Um modelo inédito ...