Campanha AACD Teleton 2021

Cursos Mecânica Online

31 de março de 2011

Kaballah & Orbital abre a temporada de festivais de música eletrônica de 2011


Em abril, o Brasil ganha reforço na cena da música eletrônica, trazendo artistas como Boys Noize, Mason, Vitalic e Popof

Com quase uma década de expertise e sucesso, as marcas Kaballah e Orbital se encontram novamente e comemoram a ‘união que deu certo’, em um grande festival de música eletrônica. A 2ª edição da Kaballah & Orbital abre a temporada de festivais de música eletrônica de 2011, no dia 02 de abril, na Arena Maeda, em Itu-SP. Em 400 mil m², receberá artistas renomados da cena, em três diferentes palcos, sendo um deles realizado por um convidado especial, o aclamado club paulistano D-edge.

Esperados pelos amantes da música eletrônica, Boys Noize, Popof, e Vitalic retornam ao país para se apresentarem no palco principal. Para o D-edge Stage estão confirmados nomes como Oliver Huntemann, o projeto Kings of Swingers, de Renato Ratier e Mau Mau e, pela primeira vez no Brasil, Jesse Rose. A Trance Stage terá, entre muitos convidados, Krome Angels, Pixel e Sub6.

Kaballah & Orbital Main Stage (palco principal):

Vitalic - o talentoso produtor francês apresenta seu live de Electro pela primeira vez no festival. Dono do sucesso “Poney EP” – recorde de vendas do selo DJ Hell até hoje -, Pascal Arbez, seu nome de batismo, tem seus sucessos tocados por gigantes como Richie Hawtin e Laurent Garnier. Um dos headliners da Main Stage, Vitalic promete sucessos como “My friend Dario”, além do forte apelo audiovisual.

Boys Noize – o alemão Alexander Ridha é quem responde pelo projeto Boys Noize e pelo selo homônimo de grande sucesso. Com faixas marcadas por sua originalidade para grandes nomes como Tiga e Depeche Mode, o produtor estourou nas pistas e tem suas gigs concorridas por toda a cena eletrônica mundial.

Popof- o francês retorna ao festival Kaballah & Orbital para mostrar porque é tão idolatrado pelos fãs brasileiros e amantes do minimal, sua especialidade. Com uma apresentação de seu live na Main Stage e um DJ set na D-edge Stage, o produtor carrega em seu case remixes para Moby, Tiga, Depeche Mode e o próprio Vitalic.

Mark Knight – nome que se sobressai na cena da house music, Mark Knight é um DJ e produtor amante de festivais. Na bagagem, traz apresentações em importantes arenas como Global Gathering (festival que roda o mundo há 10 anos) e Dance Valley (Holanda).

Joachim Garraud – Mais um francês que retorna ao festival, o conceituado DJ, produtor e remixer Joachim Garraud vem acompanhado de uma trajetória de sucesso, incluindo presença em estúdio ao lado de David Guetta, Deep Dish e David Bowie.

Mason – Os holandeses Iason Chronis e Coen Berrier formam o duo Mason. Suas produções têm estabelecido bases para o futuro da música eletrônica, desde 2006. Juntando a formação clássica de Iason em violino e a fixação de Coen por sintetizadores antigos, temos como resultado um som imprevisível, melódico e tecnológico, ao mesmo tempo. E não há dúvidas de que o Mason tem o arsenal necessário para bombar qualquer pista de dança no mundo. Headliners do Skol Sensation de 2009, o duo retorna ao Brasil como uma das astrações principais do main stage da Kaballah e Orbital.

E mais: Moguai, Felguk, Electrixx e Ulisses Nunes.

D-Edge Stage (Área VIP):

Oliver Huntemann – O cultuado alemão Olivier é um dos poucos remanescentes da velha guarda da música eletrônica. Começou a carreira nos anos 80 e já fez remixes para grandes artistas como Depeche Mode, Underworld e Chemical Brothers.

Jesse Rose – Pela primeira vez no Brasil, o DJ Jesse Rose traz ao festival sua inusitada mistura de House de Chicago com Techno de Detroit. O novo “peso pesado” da House é dono do selo Made to Play Records e já remixou artistas como Hotchip e Underworld.

Kings of Swingers – Dois grandes DJs da cena eletrônica brasileira se unem num projeto de vanguarda que tem o swing como elemento central. O objetivo principal de Renato Ratier e Mau Mau é fazer dançar contínua e compulsivamente. Eles são os groove gangsters que prometem um espetáculo inédito e inesquecível.

E mais: Diogo Accioly VS Ravene Voluz e Davis.

Trance Stage:

Krome Angels - Dino Psaras, Shanti e Dado são os donos das máscaras cromadas que chamam atenção durante as apresentações do Krome Angels. Misturando electro, breakbeat, techno e house, o trio é garantia de pista cheia.

Sub 6 – Formado pelos irmãos Ohad e Golan Aharoni, o Sub6 produz suas próprias músicas desde 2002. A chegada da dupla a elite do psytrance rompeu padrões e fórmulas consagradas. Com influências de progressive house, techno, punk e rock, eles definiram sua identidade única e se tornaram queridinhos da cena no Brasil.

Pixel – O projeto do israelense Eli Biton Tal, um dos mais respeitados produtores de Psytrance, já rodou o mundo e tornou-se um dos maiores expoentes da nova geração. O diferencial é o fato de Eli não usar grandes ‘parafernálias’ para suas apresentações. Ele acredita que com a tecnologia avançada de hoje, com todos os softwares disponíveis, não importa que equipamento você tenha, mas sim, como você o usa.

Liquid Soul – Tocando trance progressivo desde 1993, o suíço Nicola Capobianco se estabeleceu como um dos maiores nomes da cena progressiva mundial. Lançou tracks de sucesso pelos principais selos e se tornou atração constante nos festivais de música eletrônica pelos quatro cantos do planeta.
E mais: Day.Din, Freq, Krunch, Bizzare Contact, 220V e Mush

Sobre a Kaballah:
Inspirado em grandes festivais internacionais, o empresário Guga Trevisani começou a fazer história com a festa Kaballah. Há oito anos, a primeira edição da festa recebia cerca de 300 pessoas. O festival de música eletrônica tinha foco no então estourado estilo psy-trance e vertentes. Aos poucos, sonoridades com BPM mais baixos ganharam o gosto do público, antes focado no trance psicodélico e progressivo. Tamanha evolução transformou a festa em festival, que já chegou a recebeu 18 mil pessoas.

Sobre a Orbital:
Nasceu em 2002 com uma proposta futurista: unir o verde das fazendas às cores metálicas. A Orbital, representada por Érick Dias, encontrou um ponto comum entre a natureza e a tecnologia – onde o trabalho dos VJs e a estrutura do evento aliavam-se à natureza para um resultado completamente inusitado.

Serviço:
Kabalalh & Orbital – Arena Maeda (Itu – SP)
Rodovia Santos Dumont, Km 18 - itu São Paulo
Informações: (15) 4009.8855

Ingressos:
Main Stage (acesso Kaballah & Orbital Stage e Trance Stage)
2° lote – R$ 75 (até 26/03) / 3° lote – R$ 85 (até 02/04)

D-edge Stage – Área VIP (acesso Kaballah & Orbital Stage, Trance Stage e D-Edge Stage)
2° lote – R$ 115 (até 26/03) / 3° lote – R$ 135 (até 02/04)

Pontos de venda:
www.aloingressos.com.br / www.obaobaingressos.com.br / www.ingressonaweb.com.br
Em São Paulo: Óticas Carol, Thelles E-Music (galeria ouro fino), Club D-edge, Central do surf, Music Shop.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ultima Postagem

Espaço de memória do Bondinho Pão de Açúcar retoma suas atividades

Cocuruto foi inaugurado em dezembro de 2010 como uma das ações de comemoração do centenário do local O Cocuruto, espaço de memória do Bondin...