Peça revive o ataque do World Trade Center e discute sociedade da hiper-informação


Casarão do Belvedere recebe “Eik tu, o que é que aconteceu?”, trama que ocorre em 11 de setembro de 2001 entre o velho Kazys e seu neto Fábi O dia 11 de setembro de 2001 seria um dia comum na vida de Kazys, um velho lituano comunista, e seu neto Fábio, um estudante indeciso sobre seu futuro. No entanto, a televisão e suas imagens de um mundo externo repleto de informações e conceitos pré-concebidos invadem seus quartos, suas vidas e suas dúvidas.

Escrito por Luís Indriunas e dirigido por Paulo Goya, o espetáculo acontece no Casarão do Belvedere, na Bela Vista (http://www.casaraodobelvedere.com.br/) a partir de 10 de setembro. Além da direção, Goya representa Kazys e divide a cena com André Hendges, Marília Adamy e Pedro Ponta.

Concebido a partir das discussões do Centro de Dramaturgia Contemporânea (http://centrodedramaturgiacontemporanea.blogspot.com/), “Eik tu, o que é que aconteceu?” teve duas leituras dramáticas (na Casa das Rosas e na Biblioteca Alceu Amoroso Lima) antes de receber a versão final cuja temporada vai até 09 de outubro. Eik tu é uma expressão idiomática lituana que, ao pé-da-letra, significa “vá você”. Para Luís Indriunas, “o processo das leituras e discussões tanto no CDC quanto com o elenco foi uma das etapas mais ricas do trabalho”.

Na direção, Paulo Goya procura alinhavar, de maneira crítica e lúdica, a representação de um
dia, ocorrido há 10 anos, e que está marcado na memória de vários cidadãos mundo afora.

“Procuramos, a partir das sugestões do texto, mostrar a simbiose entre política, informação, sociedade do espetáculo e o cotidiano das pessoas comuns”, explica o diretor que assina a linguagem visual do espetáculo junto com a iluminadora Isadora Adamy e o artista plástico Denys Evol (http://www.fotolog.com.br/fimdosilencio/39945924).

O espetáculo “Eik tu, o que é que aconteceu?” acontece de sábado (às 21h) e domingo (às 19h) de 10 de setembro a 09 de outubro no Casarão do Belvedere (rua Pedroso, 267).


Sinopse

No dia 11 de setembro de 2001, dia do ataque às torres gêmeas, o velho comunista
Kazys e seu neto Fábio teriam um dia comum se não fossem os acontecimentos que a
televisão do seu quarto anunciava.

Ingresso: R$ 30 (1/2 - R$ 15,00)
40 lugares
Temporada: de 10/09 a 09/10
Sábado, às 21h. Domingo, às 19h.
Local: Casarão do Belvedere
Rua Pedroso, 267
Bela Vista - Metrô São Joaquim
São Paulo
Tel.: 3266-5272

www.ingressorapido.com.br
Estacionamento: Rua Martiniano de Carvalho, 439
Acesso para deficiente - R$ 5,0

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Interior mineiro recebe o passeio off-road Suzuki Day

Condomínio Visniec volta para curta temporada no Viga Espaço Cênico

Moacyr Franco volta aos palcos para comemorar 60 anos de carreira