17 de abril de 2013

Em tempos de lei seca, conheça bares participantes do Comida di Buteco que estão próximos a estações de trem e metrô



Transporte público é uma boa opção para conhecer os botecos do concurso, apreciar os petiscos, beber e voltar para casa com responsabilidade

Deixar o carro em casa para ir ao boteco é sempre a melhor opção, afinal tira gosto combina com cerveja, mas cerveja não combina com volante. Muitos dos bares que participam do concurso Comida di Buteco estão localizados próximos a estações de metrô ou trem, o que permite aos botequeiros visitá-los de maneira prática e segura. 

Na Zona Sul, o Bar do Magrão está a 9 minutos, caminhando, da estação Sacomã (linha 2-verde) e o BarBirô a 6 minutos a pé do metrô Paraiso (linhas 1-azul e 2- verde). Próximo da estação Saúde (linha 1-azul), a apenas 650 metros, fica o bar Di Primeira.

Ainda na Zona Sul, é possível chegar de trem nos bares Zur Alt Muller, Oscar Grill e o boteco do Zé Gordo. Os botecos Academia da Gula e As mineiras estão, aproximadamente, a 1,5 km do metrô Ana Rosa (linhas 1-azul) e Vila Mariana (2-verde), respectivamente.

Para quem quer curtir os bares da Zona Norte, a melhor maneira para chegar aos botecos é ir de metrô até uma estação próxima e continuar de táxi por apenas alguns quilômetros. A estação Jardim São Paulo fica a 1,1 km, 2,3 km e 3,2 km do Bodega Bar, Bar Bambu e O Mocofava, respectivamente. Também é possível ir a pé a partir das estações. O Bar do Justo é, somente, 5 minutos andando do metrô Santana. A Cachaçaria Bar do Zé e a Mercearia ZN, estão, respectivamente, a 9 e 19 minutos a pé da estação Parada Inglesa. Todas as estações citadas nessa região são da linha 1-azul.

Na Zona Oeste de São Paulo, é possível fazer um circuito partindo do metrô Vila Madalena. O boteco participante mais próximo, o Pé pra Fora, fica a uma quadra do metrô. A apenas um quilômetro dali, seguindo pela Avenida Pompeia, fica o Tiro Liro. Dali, é possível caminhar pelas tranquilas ruas de Perdizes e chegar ao Cortás Espeto e Pastel - são somente cinco quadras de distância. Seguindo em frente, a apenas seis quadras de distância, chega-se ao Caiubier. Mais dez minutos de caminhada e é possível conhecer O Catarina. Outra opção é partir da estação de trem Água Branca (linha 7-Rubi) e conhecer o boteco Aperitivos Valadares, a 270 metros da estação. Seguindo em frente, é possível conhecer os botecos Botella, Pompeia Bar e Lewis Bar. Os dois primeiros ficam a cerca de 25 minutos do local, o Lewis Bar está a meia hora de distância.

Também é possível encontrar bares perto de metrôs e trens na Zona Leste. A 1 km da estação Vila Prudente (linha 2 – verde) fica o Bar do Vito. A 14 e 17 minutos de caminhada do Metrô Vila Matilde (linha 3 – vermelha) estão os botecos Chopp do Alemão e Casa do Norte. Já perto da estação Tatuapé (linha 3 – vermelha) ficam o Gela Guela, a 1,7 km de distancia, e o Berinjela, localizado a 2,4 km da estação.

Ainda na zona leste, cinco bares estão perto da estação Mooca da CPTM (linha 10-turquesa).   O Bar do Vardemá, o Moocaires e o Flamingo Bar ficam a cerca de 2 km do local, a Cervejaria do Alemão a 1,4 km e o Elidio Bar está a 2,8 km de distancia da estação.

No centro da cidade, todos os botecos participantes ficam perto de estações do metrô. Na região da estação São Bento (linha 1 – azul) estão o Salada Paulistana e o Bar do Mané, ambos a 7 minutos a pé do Metrô. Há cerca de 10 minutos da estação República (linha 3-vermelha e 4-amarela) ficam os bares Amigo Leal e o Papo, Pinga e Petisco.

O Esquina Grill do Fuad está a 400 metros da estação Santa Cecília (linha 3 – vermelha). A apenas uma quadra dali fica o bar Sotero. Os botequeiros podem chegar ao Dona Teresa tanto pela estação Paulista (linha 4 – amarela), quanto pela Consolação (linha 2-verde). As duas paradas ficam a aproximadamente 5 minutos do local. Também há duas opções de caminho para quem quer experimentar o petisco do Bar Amigo Giannotti. É possível descer nas estações Trianon-Masp (linha 2 – verde) ou Anhangabaú (linha 3-vermelha), que ficam a 1,4km de distancia. A cinco minutos do Metrô São Joaquim (linha 1 – azul) fica o Bueno e a 650 metros do Metrô Marechal Deodoro fica o Bar do Zoio (linha 3- vermelha).  

Ao conhecer os bares participantes do Comida du Buteco de transporte público, os botequeiros podem comer, beber e se divertir à vontade, sem se preocupar em pegar o carro e se deparar com a fiscalização da Lei Seca e principalmente sem colocar a própria vida e a de outras pessoas em risco.

Regras do concurso
Os bares participantes do Comida di Buteco precisam, necessariamente, ter a cara do dono. Os proprietários dos botecos têm que administrar o negócio e, até mesmo, contar com a força de trabalho de mais pessoas da família. A história e o dia a dia do estabelecimento comungam com a identidade do dono.

Cada boteco precisa criar um novo petisco para concorrer. A escolha do melhor bar é feita pelo público e por um corpo de jurados que visitam os estabelecimentos, experimentam os tira-gostos e fazem a votação em urnas disponíveis nos locais. Além do petisco, que são avaliados com notas de 0 a 10 (valendo 70% da nota), a higiene, o atendimento e a temperatura da bebida (cada um com 10% da nota), também são julgados. O voto do júri vale 50% da nota final e os outros 50% vêm da votação popular. O Instituto de Pesquisas Vox Populi é o responsável pela apuração dos votos nas 16 cidades.

Idealizador
Um genuíno caçador de botecos, Eduardo Maya visita mais de 1000 botecos por ano em todas as cidades participantes e várias outras. Ele é o guardião da “genética gastronômica” do Comida di Buteco.  Realiza um trabalho de viagens, nacionais e internacionais de pesquisa constante, para que o concurso se renove ano a ano e consolide seu papel como importante plataforma de divulgação e valorização da cozinha de raiz no Brasil.

Gastrônomo auto-didata,  professor de culinária, Cordon Bleu em Catering, um dos representantes do Brasil e do Comida di Buteco no Madrid Fusión 2013 (um dos mais importantes eventos de gastronomia do mundo); sócio da Free Produções – que detém a marca e realiza o Comida di Buteco; Eduardo é  o  responsável  pela pesquisa e escolha  de botecos em todas as cidades onde o concurso é realizado.


Serviço: Concurso Comida di Buteco 2013
Data: de 12 abril a 12 de maio
Cidades:
São Paulo(SP), Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ), Belém (PA), Campinas (SP), Fortaleza (CE), Goiânia (GO), Ipatinga (MG), Juiz de Fora (MG), Manaus (AM), Montes Claros (MG), Poços de Caldas (MG), Ribeirão Preto (SP), Rio Preto (SP), Salvador (BA) e Uberlândia (MG)
Informações gerais: www.comidadibuteco.com.br
Facebook: http://www.facebook.com/comidadibuteco
Twitter: www.twitter.com/_comidadibuteco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ultima Postagem

Abarth Fastback e o delicioso ronco esportivo do motor

Comemoramos os 75 anos da marca avaliando o modelo que tem motorização turbo com 185 cavalos de potência Texto: Sérgio Dias Fotos: Sérgio Di...