Pular para o conteúdo principal

"Baile do Simonal" invade o Teatro Porto Seguro




O show tem repertório composto pelos sucessos gravados pelo cantor 

O Teatro Porto Seguro é o cenário para uma verdadeira festa com o show Baile do Simonal. Concebido e produzido por Max de Castro e Wilson Simoninha, filhos do cantor, o show apresenta uma valiosa porção do repertório deste artista que encantou as massas e é considerado o primeiro pop star negro do Brasil. 

O repertório é composto por canções lançadas nos anos 1960 e começo dos 70 como Sá Marina (Antônio Adolfo/Tibério Gaspar), País Tropical (Jorge Ben Jor), Nem Vem Que Não Tem (Carlos Imperial), Mamãe Passou Açúcar Em Mim (Carlos Imperial), Está Chegando A Hora (Rubens Campos), Vesti Azul (Nontao Buzar), Carango (Carlos Imperial/Nonato Buzar), A Tonga da Mironga do Kabuletê (Vinicius de Moraes/Toquinho), Tributo a Martin Luther King (Wilson Simonal), Meu Limão, Meu Limoeiro (José Carlos Queiroz Burle) e Zazueira (Jorge Ben Jor).


A fluência e o entrosamento da banda garantem o suingue do Baile. O time montado para esta empreitada é formado por Samuel Fraga (bateria), Robinho Tavares (baixo), Walmir Borges (guitarra e violão), Xuxa Levy (teclados, programações e flauta), Marcelo Maita (piano), Adilson Didão e Laércio da Costa (percussão), Ubaldo Versolato (sax-barítono e flauta), Josué dos Santos (sax-tenor), Will Boné (trombone), Daniel D’Alcântara e Walmir Gil (trompete e flugelhorn).

O registro do show, gravado em agosto de 2009 no Rio de Janeiro, foi lançado em DVD e CD pela EMI Music. A apresentação reuniu artistas de diversas gerações em torno do cancioneiro de Simonal. O projeto contou com participação de Caetano Veloso, Maria Rita, Seu Jorge, Sandra de Sá, Paralamas do Sucesso, Diogo Nogueira, Samuel Rosa, Rogério Flausino, Orquestra Imperial, Ed Motta, Mart´nália, Frejat, Fernanda Abreu, Marcelo D2, Alexandre Pires, Péricles e Tiaguinho. 

Wilson Simonal foi músico, cantor, compositor e apresentador de televisão. Um dos artistas mais queridos do Brasil nos anos 1960, Simonal tinha grande poder de comunicação com o público. Nas décadas de 1960 e 1970, era o único músico negro com prestígio de grande estrela comandando plateias que lotavam ginásios. Em 1969, no encerramento do IV Festival Internacional da Canção, destacou-se por reger um coro formado por 15 mil pessoas que lotavam o Maracanãzinho. Sua carreira ganhou projeção internacional chegando a dividir o palco com estrelas como Sarah Vaughan e Stevie Wonder. 

Ficha técnica

Produção musical: Marcelo Maita (piano), Robinho Tavares (baixo), Bruno Marques (bacteria), Marcio Forte (precussão) Sidmar Vieira (trompete), Josué dos Santos (saxophone) e Will Bone (trombone). Artist Manager: Alessandra Nunes. Técnico PA: Fernando Leite. Técnico Monitor: Lincoln Mendes. Roadie: Atila Gomes. Técnico Luz: Marcos Franja. Produção: Clarissa Rockenbach e Fernando Padilha. Realização: Pad Rok Produções Culturais. Duração: 80 minutos. Classificação: 12 anos.

Serviço

BAILE DO SIMONAL – Dia 1º de dezembro, terça-feira, às 21h no Teatro Porto Seguro.

Al. Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elísios – São Paulo. Telefone (11) 3226.7300.

Capacidade: 484 lugares

Ingressos: R$ 100,00 (Plateia A), R$120,00 (Plateia B) e R$ 90,00 (Balcão/Frisas)

Clientes Porto Seguro têm 50% de desconto na compra de 1 ingresso + acompanhante

Formas de pagamento: Todos os cartões de crédito e débito.

Acessibilidade: 10 lugares para cadeirantes e 5 cadeiras para obesos.

Estacionamento no local: Estapar R$ 20,00 (self parking). 

Serviço de Vans: TRANSPORTE GRATUITO ESTAÇÃO LUZ – TEATRO PORTO SEGURO – ESTAÇÃO LUZ. O Teatro Porto Seguro oferece vans gratuitas da Estação Luz até as dependências do Teatro. COMO PEGAR: Na Estação Luz, na saída Praça da Luz/Rua José Paulino, vans personalizadas passam em frente ao local indicado para pegar os espectadores. Para mais informações, contate a equipe do Teatro Porto Seguro.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Interior mineiro recebe o passeio off-road Suzuki Day

Cidade de Gonçalves será palco do encontro dos Suzukeiros
A cidade turística de Gonçalves, no sul do estado de Minas Gerais, será o próximo destino do passeio off-road Suzuki Day, que levará os participantes por belas trilhas em meio à Serra da Mantiqueira. O passeio não tem restrição de idade e foi criado para que os participantes possam provar e testar seus Suzuki no fora-de-estrada.

“Gonçalves tem ficado cada vez mais conhecida pelas belas paisagens e ótimos serviços de hospedagem e gastronomia. Além disso, as trilhas são bem bacanas para o off-road”, adianta Fernando Julianelli, diretor de marketing da Suzuki Veículos.

Projeto Motostory exibe acervo que retrata motociclismo brasileiro

Mostra foi idealizado por Carlãozinho Coachman, um apaixonado por motocicletas
O projeto Motostory ganhou sua primeira mostra aberta ao público como parte do Mobile Photo Festival 2019, que oferece a Exposição São Paulo em Movimento. 

"Quem visitar a exposição poderá conferir o contraste de dois mundos: a fotografia moderna do mobile através do olhar clínico destes grandes fotógrafos, e uma pequena mostra do acervo histórico do Motostory, que retrata quase um século do motociclismo brasileiro", diz Carlãozinho Coachman, seu idealizador.

Mitsubishi Outdoor desbrava as montanhas e cachoeiras de Penedo

Rali de aventura e tarefas irá explorar a Mata Atlântica com diversas atividades culturais e de aventura
Um rali que mistura a experiência off-road com atividades culturais e de aventura. Assim é o Mitsubishi Outdoor, que chega a Penedo, charmosa cidade na divisa dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. A região tem um cardápio repleto de aventuras em meio à paisagens incríveis e o melhor: não há limite de idade, a família toda pode participar e curtir um dia agradável repleto de diversão.

“Estaremos numa das regiões mais belas da Serra da Mantiqueira, próximos à divisa dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. A categoria Fun terá uma prova mais linear e facilitadores de navegação. E o pessoal que for na Extreme poderá esperar atividades mais longas nos PCs de aventura e muito 4x4”, afirma Fernando Gualberto, diretor de prova.