Mostrando postagens com marcador SESC Vila Mariana. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador SESC Vila Mariana. Mostrar todas as postagens

15 de agosto de 2015

Luciana Mello e Jair Oliveira fazem shows tributo ao pai no Sesc Vila Mariana


Nos dias 22 e 23 de agosto, o Sesc Vila Mariana será palco do “Tributo a Jair Rodrigues”. Seguindo a marca registrada do pai, Jair Oliveira e Luciana Mello promovem o show com muita alegria e com um repertório especial em sua homenagem.

19 de janeiro de 2015

"Projetonave" reúne os clássicos do rap nacional no Sesc Vila Mariana



Nos dias 23, 24 e 25 de janeiro, o Sesc Vila Mariana recebe o Projetonave com uma série de participações especiais, apresentando o último trabalho do grupo, uma mixtape com 41 clássicos do rap nacional em versões instrumentais.

18 de janeiro de 2015

Sesc Vila Mariana inicia as atividades carnavalescas com o cortejo Zambumbando


O Sesc Vila Mariana antecipa os festejos de carnaval com as oficinas e os cortejos Zabumbando. Nos dias 31/01 (sábado) e 08/02 (domingo), serão realizadas oficinas de construção de instrumentos. Além dos participantes vão cair na folia, seja integrando a banda musical ou vestindo alegorias como cobra grande, boizinho e elefantinho.

26 de novembro de 2014

17 de abril de 2014

SESC Vila Mariana recebe companhias circense Cia Suno


Três espetáculos serão apresentados gratuitamente na Praça de Eventos

Neste sábado, abrindo a mostra, entra em cena o palhaço Sanduba para fazer os pedidos e as entregas de sua lanchonete. Para a entrada, há equilibrismo e acrobacia com diferentes objetos. No prato principal, pode-se escolher entre malabarismo com bolas ou aros. De sobremesa, malabarismo com chapéus. Quem faz o pedido é o público, formando a cada apresentação um cardápio eum espetáculo diferente. Sucesso por onde passa, "Sanduba Delivery" impressiona pela capacidade técnica e talento do intérprete Duba Becker, que encerra o espetáculo oferecendo uma performance surpreendente, apelidada de "Cafezinho", com o artista equilibrando uma barraca de feira no queixo. O espetáculo será apresentado também no feriado do dia 21, às 17h.

Nos dias 26 abril e 03 de maio, o público poderá prestigiar “O Buraco”, que conta a história de uma palhaça acróbata que se vê no desafio de atravessar um buraco infinito andando em uma corda bamba. Toda sua família tentou e se deu mal: seu avo, seu bisavô, seu tataravô,... sua mãe também tentou, mas conheceu o anão do circo e fugiu com ele. Num cenário composto por um barril, uma mini-banda e uma corda bamba, sob o prisma da comicidade, a palhaça Fiorella brinca com os conflitos de um palhaço que vive sua situação limite: ter que atravessar um buraco com fundo infinito. Números de mágica e contorcionismo completam a diversão do publico.

Para abrilhantar e divertir ainda mais esta Mostra de Repertório, a Cia Suno apresentará ainda uma divertida e dinâmica palhaceata festiva. “Cortejo Suno” é um espetáculo em forma de cortejo e é formado por uma banda com dois palhaços, um augusto músico e um branco na perna-de-pau tocando caixa, uma bailarina e um acrobata maestro. O grupo demonstra aqui algumas habilidades circenses com música ao vivo, entre elas, acrobacias em dupla, equilibrismo, malabarismo, contorcionismo, tudo com um toque de humor. O espetáculo será apresentado nos dias 27 de abril e 01 de maio.

Fundada em 1998 por um grupo de amigos que sonhavam criar um núcleo de pesquisa cênica na cidade de Santos, a Cia Suno hoje é composta por uma atriz dramática e circense, formada pelo CPT e pela École National du Cirque Annie Fratellini (Helena Figueira) e um artista acrobata com domínio das técnicas de malabares (Duba Becker). Inicialmente, a Cia dedicou-se a pesquisas sobre o teatro do absurdo, realizando estudos sobre "Fando e Lis", "Piquenique no Front" e "O Arquiteto e o Imperador da Síria". Logo após, iniciou um trabalho sobre "Esperando Godot", onde integravam as artes circenses e dramáticas. O espetáculo que recebeu três prêmios de melhor ator (Victor Nóvoa) e indicações de melhor direção e melhor ator coadjuvante. Iniciava aí a "Identidade" da Cia Suno: mesclar a riqueza poética do circo com a linguagem teatral, sem perder a essência da máscara. Todas as peças realizadas pela companhia, desde então, têm uma temática, uma história.

Hoje a Cia Suno tem doze espetáculos em seu repertório. Há desde o lúdico "A Bailarina e o Palhaço", que conta uma linda história de amor entre esses tradicionais personagens do universo infantil; como o dinâmico "Estripulias noCirco", que apresenta a história da criação do circo em ordem cronológica, passando pelo circo de cavalaria inglês, circo chinês, russo, até a linhagem mais moderna e inusitada.     Além de se dedicar à arte circense nestes quinze anos de existência, a Cia Suno assinou a coreografia da comissão de frente das Escolas de Samba X9 Santista (2008) e Gaviões da Fiel (2009, 2010, 2011, 2012, 2013 e 2014). Também foi convidada pelo Ministério do Turismo e Embratur para representar a arte circense brasileira em Lisboa, Madrid e Argentina.

Serviço

Onde: Na Praça de Eventos do SESC Vila Mariana - Rua Pelotas, 141, Vila Mariana – Telefone 11 5080-3000

O quê: "Sanduba Delivery", nos dias 19/04 às 17h e 21/04, às 16h30 // "O Buraco" nos dias 26/04 e 03/05, às 17h // "Cortejo Suno" nos dia 27/04 e 01/05 às 16h30

Quanto: Grátis

Para quem: Crianças de todas as idades

23 de novembro de 2010

SESC Vila Mariana tem programação especial para comemorar o Dia Nacional do Samba

No dia 02 de Dezembro, no Teatro do SESC Vila Mariana, Guga Stroeter & Orquestra Heartbreakers realizarão show em comemoração ao Dia Nacional do Samba e terão como convidados os sambistas Nei Lopes, Mário Sérgio, a embaixadora do Samba Paulista Duda Ribeiro e o percussionista Armando Marçal interpretando músicas que tem como tema principal o SAMBA.

O título do show “Biografia do Samba” é em homenagem aos grandes mestres do carnaval de São Paulo: Talismã e Tabu que entre seus vários sambas enredos “O Samba Através dos Tempos – Biografia do Samba” foi a grande campeã do carnaval em 1969 pela escola de samba Camisa Verde e Branco.

Guga Stroeter & Orquestra HB - O músico Guga Stroeter criou a Orquestra HB em 1988, e desde então vêm praticando pesquisa e interpretação de diversos estilos, mais marcadamente o jazz, a salsa afro-cubana e a música popular brasileira. Nesses anos, a Orquestra lançou diversos discos, várias turnês pela Europa e América Latina, grandes musicais (a trilogia Emoções Baratas, Mucho Corazon e Baile Estelar com José Possi Neto), e acompanhou diversos nomes da música popular brasileira como Rita Lee, Elizeth Cardoso, Dorival Caymmi, Paulinho da Viola, Jair Rodrigues, Elza Soares, etc.

A Orquestra mantém atividade ininterruptamente, fazendo eventos e bailes semanais na noite paulistana.

Dino Barioni - guitarrista, compositor e arranjador que tem como estilos fundamentais o jazz e choro, executa também bandolim, violão de sete cordas e viola caipira. Estudou na Fundação das Artes de São Caetano do Sul e continuou se aperfeiçoando em harmonia e arranjos com Cláudio Leal e Ciro Pereira. Participou como instrumentista, arranjador e produtor musical da gravação de CDs de vários artistas de MPB. Em 2000 foi integrante da Orquestra Popular de Câmara tocando viola caipira ao lado de músicos como Benjamim Taubkin, Teco Cardoso, Toninho Ferragutti.

Teve vários arranjos executados por Guga Stroeter & Orquestra HB e seus convidados: Armandinho, Carlinhos Brown, Cláudio Zoli, Toni Garrido e Zé Renato.

Assinou os arranjos de metais do CD “Guga Stroeter - Salsa Samba Groove” lançado pela gravadora Trama em 2001, e do CD “AGÔ! Cantos Sagrados de Brasil & Cuba”, pela Sambatá, em 2003.

Em 2004, acompanhou e gravou, com a produção de Hamilton de Holanda, o violinista Ricardo Herz, participante do Prêmio Visa Instrumental. Tem acompanhado artistas brasileiros de destaque no cenário nacional tais como Tom Zé, Agnaldo Rayol, Virgínia Rosa, Edson Cordeiro, Wandi Doratiotto, Paula Lima, Célia e Fernanda Porto. É integrante da banda Cacique Jazz Combo, onde toca guitarra e assina os arranjos.

Nei Lopes - carioca, é um compositor, cantor e escritor brasileiro. Notabilizou-se como sambista, principalmente pela parceria com Wilson Moreira.

Sambista, compositor popular e, hoje, cada vez mais escritor, Nei vem, desde pelo menos os anos 80, marcando decisivamente seu espaço, às vezes com guinadas surpreendentes.

Ligado às escolas de samba Acadêmicos do Salgueiro (como compositor) e Vila Isabel (como dirigente), hoje mantém com elas ligações puramente afetivas.

Compositor profissional desde 1972, vem, desde os anos 90 esforçando-se pelo rompimento das fronteiras discriminatórias que separam o samba da chamada MPB, em parcerias com músicos como Guinga, Zé Renato e Fátima Guedes.

Duda Ribeiro - grande intérprete e sambista que já soma anos de estrada. Presença certa e ilustre na escola de samba de São Paulo, Camisa Verde e Branco. Foi eleita em 2005 a Cidadã do Samba do Estado de São Paulo, e em 2006, foi promovida a Embaixadora do Samba do Estado de São Paulo.

Desde 2005, Duda associou-se a Orquestra HB de Guga Stroeter realizando inúmeras apresentações, tendo por repertorio grandes clássicos da historia do samba. Com o amadurecimento dessa parceria, tornou-se evidente a urgência da gravação e lançamento no Mercado do fecundo resultado artístico alcançado nesse período.

Em 2009 foi lançado seu primeiro CD “É Samba! Bereré, bererê! Guga Stroeter & Orquestra HB Convidam Dona Duda Ribeiro”.

Mário Sérgio - compositor, cantor, cavaquinista. Sendo considerado um dos principais compositores do grupo carioca Fundo de Quintal, que dele gravou diversas composições.

Em 1987, sua composição "Segredo Omitido" (c/ Zé Carlinhos, Guinão, Ivan e Paulinho Pires) foi interpretada por Reinaldo no disco "Aquela Imagem", lançado pela gravadora Continental. No ano de 1990, outra vez o cantor Reinaldo, no LP "Coisa Sentimental", lançado pela gravadora Continental, interpretou de sua autoria "Ira de Hortelã".
Em 1992, Zeca Pagodinho interpretou "Um dos Poetas do Samba", composição de Mário Sérgio em parceria com Capri e Wilson Moreira. A música deu título ao disco do cantor, lançado pela gravadora RCA.

Como integrante do Fundo de Quintal, teve diversas músicas gravadas pelo grupo carioca, entre elas "Amor dos Deuses" (c/ Ronaldinho), "Não Tão Menos Semelhante" (c/ Carica) e "Fadas" (c/ Luiz Carlos da Vila), todas gravadas no CD "Palco Iluminado", em 1995. No ano seguinte, sua composição "Nas Ondas do Partido" (c/ Luizinho) deu título ao disco do grupo, lançado pela gravadora RGE.

Após fazer parte por 18 anos do Fundo de Quintal, o músico e cantor Mário Sérgio finaliza sua história com o grupo, alça vôo e grava seu primeiro cd solo “Nasci Pra Cantar e Sambar”.

Músico convidado: Armando Marçal - durante as três ultimas décadas ele tocou com boa parte dos grandes nomes da música brasileira. Ivan Lins, Djavan, João Bosco, Lulu Santos, Gal Costa e Caetano Veloso são apenas alguns deles. No Exterior construiu carreira ao lado de Pat Metheny e ainda dividiu o palco com Paul Simon. Seu instrumento é a Percussão. Neto e filho de ritmistas, o músico que cresceu a repiques, surdos e tamborins agora lança seu primeiro disco solo, “Lado a Lado”, através do selo Scud Music. Nesse trabalho Marçal assina parcerias com ilustres amigos como Ivan Lins, Marcelo Mariano, Cristóvão Bastos, dentre outros.

Amante confesso da Escola de Samba Portela, aos 15 anos ele foi levado pelo pai para tocar surdo na bateria da escola de samba carioca. Aos 17, acompanhado do instrumento, fez sua estréia oficial na Avenida. Depois de 32 anos de contribuições a participações musicais, Marçal sentiu necessidade de ter seu próprio trabalho registrado, como uma forma de documentar sua história e carreira.

Além de participações em CDs de vários artistas Marçal gravou em 2007 em parceria com o compositor e cantor Moacyr Luz o CD “Sem Compromisso”, e em 2008 participou do projeto de Philippe Baden Powel e Mario Adnet “Afro Samba Jazz” com músicas compostas por Banden Powel nos meados dos anos 60 e início de 80. Além de participar de toda gravação do CD, Marçal também integrou a turnê nacional.

Serviço

SESC Vila Mariana – Rua Pelotas, 141 – Vila Mariana – São Paulo/SP –
Telefone: (11) 5080-3000
Local: Teatro – 644 lugares
Horário - 21h
Indicação de faixa etária – 12 anos
Duração – 90 minutos
Ingressos: R$16,00 (inteira), R$ 8,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, professores da rede pública de ensino, e estudantes com comprovante), R$4,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculados no SESC e dependentes)
Informações: email@vilamariana.sescsp.org.br ou site do SESC

Ultima Postagem

É muito importante escolher tamanhos e formatos adaptados para proporcionar uma experiência nutricional adequada Texto:  Sérgio Dias Fotos: ...